Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

24 Setembro de 2020 | 21h19 - Actualizado em 27 Setembro de 2020 | 18h34

Pedrito faz show de despedida

Luanda - Depois de actuar duas vezes no âmbito do "Show do Mês", em 2014 e 2016, o músico angolano "Pedrito" volta aos palcos, este sábado, como figura de cartaz deste projecto cultural.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Cantor Pedrito, no seu adeus à música no Show do Mês

Foto: Cedida

Ao contrário das duas passagens anteriores, José Manuel Pedrinho regressa num conceito diferente e com um motivo para lá de especial: formalizar o encerramento da carreira.

Este ano, o músico não terá o "calor" dos fãs, de forma directa, uma vez que o concerto será restrito, por causa da Covid-19, mas estará em contacto com o Mundo, através da TPA 2, Internacional e das plataformas digitais.

O show surge sete meses depois de Pedrito ter surpreendido o país, em Fevereiro deste ano, com o anúncio do final da carreira, que gerou inquietação entre os fãs e críticos musicais.

Depois de várias reacções, incluindo algumas que diziam que o artista não poderia encerrar tantos anos de música daquela forma, o cantor decidiu estender até ao final do ano.

Assim, "Palmas de despedida" será a designação do show, que faz parte da agenda do músico para encerramento oficial da carreira.

Pedrito pretende fazer vários concertos até ao final do ano, para despedir-se em 2020.

No entanto, tendo em conta as restrições impostas por causa da pandemia do Coronavirus, essa pode ser a última vez que o considerado mais romântico dos artistas angolanos sobe ao palco para um grande show.

Vencedor do "Top dos Mais Queridos" da Rádio Nacional de Angola, em três edições (1982, 1984 e 1986), ficou por duas vezes em segundo lugar, tornando-se no maior vencedor do evento.

Apesar de ser conhecido pelos conteúdos de intervenção e políticos, é no romantismo onde Pedrito centraliza as atenções, sobretudo nos temas “Mazi”, “Realidade” e “Desespero”.

Durante a sua carreira, gravou várias canções que se tornaram hits em Angola, com letras de profundo valor estético e cultural.

"Oito anos de existência, este amor com insistência sempre viveu em nós. Oito anos de esperança, com dois corações felizes (…). Hoje a maldição desabou, pretende destruir nossas vidas. A vossa hipocrisia já é bastante, isso não nos intimida", do tema "Mazi", é só um exemplo.

"Eu, amava-te em silêncio, falava o coração. Tanto te amei, tanto de adorei e te achava, um ser, diferente. Um beijo nos lábios teus, era um sonho meu, sonhava com rosto teu, era a fortuna que eu queria e não poderia olvidar. E hoje realidade meus carinhos para ti e hoje realidade teus beijos para mim", cantou, em "Realidade".

"Carrego uma tristeza em minha alma e não aceito qualquer uma consolação. Essa tristeza que eu carrego, eu não consigo dar nenhuma explicação. Dizem que sou um bate papo, hora me dizem que eu sou um Dom Juan, não me importa o que dizem porque com ela eu ficarei eternamente", cantou, em "Desespero".

São estes, a par de outros, trechos de temas que dão sustentação ao título de "mais romântico" entre os músicos, além do facto de passar mensagens do género num período em que outros estavam virados para outro lado.

Além de vários singles, com destaque para “Nga lenga cubata”, “Mazi”, “Farrapo triste”, Pedrito conta com três álbuns editados: “Aleluia” 1994, “Avó Bêa” 2003 e “Mensagens de amor” 2008.

Fez a sua primeira actuação musical no Ngola Cine, em Luanda, no dia 24 de Dezembro de 1969, numa das sessões do “Dia do Trabalhador”. A sua primeira digressão artística internacional aconteceu em 1982, por seis países do antigo Leste da Europa e Portugal, com o grupo musical “Jovens do Prenda”.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 27/09/2020 18:03:25

    SSP proporciona viagem aos anos 90

    Luanda - O grupo SSP promoveu, na tarde deste domingo, uma viagem ao passado recente do hip hop angolano, levando a legião de fãs espalhados pelo país e exterior a relembrar os anos 90.

  • 27/09/2020 10:19:40

    Portugal: Filipe Zau e Filipe Mukenga lançam novo cd e um livro

    Lisboa (Da correspondente) - Os compositores angolanos Filipe Zau e Filipe Mukenga lançaram, no sábado, em Lisboa, um disco intitulado "Canto Terceiro da Sereia: O encanto" e o livro "Marítimos".

  • 24/09/2020 17:30:16

    Porcultura com cinco milhões de Euros disponíveis

    Luanda - Sete milhões e oitocentos mil Euros é o montante disponível para o projecto Procultura- Promoção do Emprego nas Actividades Geradoras de Rendimento no Sector Cultural, a ser desenvolvido nos cinco países membros dos Palop e Timor Leste.