Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

21 Dezembro de 2009 | 21h55 - Actualizado em 22 Dezembro de 2009 | 09h49

Programa habitacional pode ultrapassar um milhão de casas até 2012

Habitação

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Primeiro-ministro, António Paulo Kassoma, orientou reunião da comissão nacional para habitação

Foto: Angop

Luanda - Mais de um milhão de casa poderão ser construídas no país até 2012, no âmbito do programa de urbanismo e habitação lançado no ano passado pelo Governo, foi hoje, segunda-feira, anunciado no final de uma reunião orientada pelo Primeiro-ministro, António Paulo Kassoma.

A informação foi prestada pelo ministro do Urbanismo e Ambiente, José Ferreira, à imprensa no final de uma reunião, que visou balancear as actividades desenvolvidas este ano e perspectivar as acções futuras.

Para o governante, "a meta continua a ser de construir um milhão de casas até 2012, mas esta fasquia poderá ser ultrapassada".

Declarou que as primeiras habitações poderão ser entregues ainda no primeiro semestre do próximo ano.

Considerou  positivo o trabalho desenvolvido durante ano, por ter definido, preparado e registado 89 mil hectares, dos cem mil inicialmente previsto, o que corresponde a um cumprimento do programa a 80 %.

José Ferreira afirmou que o ano foi marcado pelo trabalho com os governos provinciais na realização dos planos de urbanização, desmatação e abertura de arruamentos, tendo já lotes disponíveis para a entrega à população.

Adiantou que existem áreas de Luanda, Cabinda e nas Lundas com algumas habitações em fase com conclusão, sublinhando que a previsão era de ter a volta dos 600 edifícios, mas neste momento estão em andamento 533.

Informou que prevê para o próximo ano preparar mais 35 mil hectares de terra.

Referiu que "só a nível da parceria com o sector privado está previsto oferecer 512 mil habitações, faltando apenas finalizar um protocolo com a banca para facilitar os financiamentos" para o arranque do programa.

Disse acreditar que no primeiro semestre de 2010 o programa estará "muito bem encaminhado", considerando normais as dificuldades registadas na fase inicial do programa.

José Ferreira informou ainda que o Governo decidiu relançar o projecto Nova Vida, em Luanda, com a construção de mais duas mil e 400 habitações, para atender essencialmente a função pública, pessoas interessadas e indivíduos que terão pago já, mas que não chegaram a ter acesso as casas.

Garante que até Junho de 2011, no âmbito da segunda fase do projecto, estarão concluídas mil e 800 novas habitações, para igualmente número de famílias.

Informou que outras 600 novas casas serão erguidas também no projecto Nova Vida, perfazendo as duas mil e 400.

A gestão do projecto, que já conta com cerca de duas mil e cem habitações, é da responsabilidade da empresa "Emogestin".

Criada pelo Chefe de Estado, a Comissão Nacional da Habitação é coordenada pelo primeiro-ministro e dela fazem parte os ministros do Urbanismo e Habitação, das Obras Públicas, das Finanças, da Administração do Território, do Interior, da Indústria, do Comércio, dos Transportes, do Ambiente, da Comunicação Social, da Energia, o Gabinete de Reconstrução Nacional, e o Secretário do Conselho de Ministros.

Assuntos Província » Luanda  

Leia também