Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

25 Agosto de 2010 | 20h35 - Actualizado em 25 Agosto de 2010 | 20h35

Igrejas devem assegurar participação de portadores de deficiência

Minas

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Luanda - A Comissão Nacional Inter-sectorial de Desminagem e Assistência Humanitária (CNIDAH) recomendou hoje, quarta-feira, em Luanda, a necessidade das igrejas assegurarem a plena participação das pessoas portadoras de deficiências nas actividades religiosas e sociais.

Este pronunciamento consta do comunicado final do Workshop sobre assistência às vítimas de minas dirigido aos líderes religiosos.

O documento recomenda às igrejas a incluir matérias sobre a deficiência nas mensagens dirigidas aos fiéis, bem como a levar a cabo programas de educação religiosa, com vista a ajudar a divulgar a existência da Convenção de Ottawa.

Prestar informações sobre a assistência e reinserção económica e social das portadoras de deficiência vítimas de minas, são outras das recomendações saídas da acção formativa.

O encontro visou reforçar a coordenação no sector da assistência às vítimas de minas, de modo a possibilitar a inserção da Igreja como parceira na implementação do Plano Estratégico da CNIDAH, identificar as áreas de intervenção de cada instituição e estabelecer os mecanismos de parceria e recolha de informação.

A Comissão Inter-sectorial de Desminagem e Assistência Humanitária às vítimas de minas, criada por Decreto Presidencial 54/2001, regula as actividades nacionais de sensibilização sobre o perigo de minas, de reconhecimento e avaliação das zonas de risco, de sinalização e marcação de áreas de perigo, entre outras.