Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

07 Março de 2011 | 16h21 - Actualizado em 07 Março de 2011 | 16h20

MPLA repudia manifestações que incitem a violência

Cunene

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ondjiva – O primeiro secretário do MPLA no Cunene, António Didalelwa, repudiou no fim-de-semana as tentativas de levar a cabo manifestações com fins violentos para desestabilizar a tranquilidade social e convivência pacifica entre angolanos.

O político que discursava num acto de massa, no culminar da marcha da Paz, disse que atitudes desta natureza em nada contribuem para o desenvolvimento do país e deve-se ter em conta que actos do género caracterizam aqueles que procuram alcançar o poder pela força e não pela via democrática através do voto.

Sublinhou que este tipo de comportamento não é aceitável e com guerra nada se ganha, referindo que "não se deve aceitar estes argumentos para resolver as diferenças políticas".

Num país democrático e de direito como Angola governa quem ganha nos escrutínios eleitorais com maioria absoluta independente da periodicidade destes ciclos eleitorais e todo aquele que perder deve respeitar a vitória que espelha a vontade do povo, lembrou.

"Os angolanos querem a paz duradoura e por esta razão nas eleições de 2008 o povo elegeu um Governo para dirigir o país, dai que quem deseja governar deve esperar o período eleitoral para assim o fazer através do voto livre e secreto", enfatizou o politico.