Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

25 Maio de 2011 | 23h41 - Actualizado em 25 Maio de 2011 | 23h41

União Europeia continuará a financiar projectos de desenvolvimento agro-pecuário

Huambo

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Huambo - A União Europeia vai continuar a financiar os projectos de desenvolvimento agro-pecuário, na província Huambo, por formas a contribuir no melhoramento e melhoria das condições de vida das populações.

A garantia foi manifestada hoje (quarta-feira) pelo embaixador da União Europeia em Angola, Javier Puyol, no final da constatação feita aos projectos financiados pelo seu organismo, no município do Ekunha.

Javier Puyol, que trabalha desde ao princípio da tarde de hoje No Huambo, visitou os quatro projectos de desenvolvimento social que estão a ser implementados no município do Ekunha, financiados desde 2002 pela União Europeia.

O delegado da União Europeia em Angola disse esperar e trabalhar em conjunto com o governo, parceiros e sobretudo com a população, para dinamizar o melhoramento do nível de vidas das comunidades.

“ Já são muitos anos que estamos a trabalhar com este município que para mim parece dinâmico, uma vez que estão a fazer um bom trabalho”, salientou.

Esta é a primeira deslocação que o embaixador da União Europeia em Angola fora de Luanda (capital), desde que chegou ao país há três meses.

Prometeu voltar dentro de alguns meses para ver os projectos que visam melhorar as vias de acesso das cooperativas dos camponeses, de forma a se escoar melhor os produtos.

A visita da delegado da União Europeia em Angola, no município do Ekunha, a cerca de 45 quilómetros da cidade do Huambo, foi acompanhada pelo vice-governador local para o sector económico, David Barbosa, que declarou que o executivo está satisfeito com os projectos desta cooperação, que posteriormente vão servir de modelo para os demais.

“Esta cooperativa está organizada tem uma área administrativa, contabilidade e formação e capacitação dos cooperativistas, pensamos que o caminho é este porque queremos que as demais províncias sejam de facto organizadas a exemplo do Ekunha, onde todos os membros têm uma actividade no acompanhamento da produção, venda e escoamento dos produtos”, disse.

 A cominutiva visitou as instalações do projecto dos recursos naturais, sector pecuário, viveiros de plantas, bem como o sector de comercialização da cooperativa Agro-pecuária que controla 372 associados.

 A União Europeia financia desde 2002, no município do Ekunha, os projectos de governação e democracia local, desenvolvimento de recursos naturais, relançamento sustentável do sector pecuário, bem como do sector de comercialização, orçados em dois milhões e 300 mil euros.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também