Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

29 Novembro de 2013 | 15h35 - Actualizado em 29 Novembro de 2013 | 15h40

Angola: Órgãos de inteligência e segurança garantem exercício dos direitos dos cidadãos

Luanda - O ministro do Interior, Ângelo Tavares, considerou nesta sexta-feira, em Luanda, que a criação dos órgãos de Inteligência e Segurança do Estado visou responder a uma exigência de Estado, de maneira a garantir o livre exercício do seu poder soberano, assim como dos plenos direitos dos cidadãos, constitucionalmente consagrados.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ministro do Interior, Ângelo de Barros Veiga Tavares

Foto: Angop

O governante manifestou, em mensagem de felicitações alusiva a mais um aniversário desses órgãos, assinalado hoje, que durante todo este percurso histórico a instituição soube colocar-se à altura das exigências de cada momento.

Adiantou que os seus membros, homens e mulheres, imbuídos de espírito de audácia e determinação, revestidos de perseverança e tenacidade imbatíveis, souberam ultrapassar todas as adversidades e neutralizar em tempo útil as várias tentativas de subversão dos interesses do Estado angolano.

No actual contexto do mundo cada vez mais globalizado, referiu que os Órgãos de Inteligência e de Segurança do Estado são chamados a desempenhar o seu papel, aprimorando os métodos e mecanismos de prevenção e combate às mais variadas formas de comportamentos, considerados como ameaças globais.

Assim, apontou o terrorismo, branqueamento de capitais, imigração ilegal, tráfico de seres humanos, drogas e outros crimes que atentam contra os princípios constitucionais aceites pelo direito internacional.

"Angola, sendo parte integrante deste universo, para enfrentar estes e outros desafios deverá contar com quadros de elevado perfil técnico, dotados de conhecimentos, habilidades e valores susceptíveis de dominar as novas tecnologias de informação, em benefício do povo angolano e da defesa dos superiores interesses do Estado e da Nação", expressou.

Considerou ainda imperioso que se reforce diariamente o sentimento patriótico dos efectivos, a todos os níveis, e os princípios que devem nortear a sua conduta, mantendo sempre o devido rigor, isenção e disciplina num ambiente de solidariedade institucional e de elevada responsabilidade.

 

Leia também
  • 05/02/2019 19:46:38

    Minint considera falso "tráfico de órgãos" no Cunene

    Luanda - O Ministério do Interior (Minint) considerou falsas as informações divulgadas nas redes sociais sobre eventuais casos de tráfico de órgãos humanos na província do Cunene e reafirma que manterá a segurança dos cidadãos, bem como um combate cerrado a eventuais marginais.

  • 25/01/2019 21:01:37

    Minint desencoraja desordem pública

    Luanda - O Ministério do Interior (Minint) desencorajou hoje a população a participar em iniciativas que colocam em causa a ordem e a tranquilidade pública, bem como as que visam "retaliar" os acontecimentos ocorridos no bairro da Jamaica, em Portugal.

  • 18/01/2019 22:34:52

    Minint explica motivo de novas taxas migratórias

    Luanda - O aumento da taxa de emissão dos passaportes ordinários, de três mil para 30 mil e 500 kwanzas (AKZ), deve-se ao elevado custo de produção do documento, informou, nesta sexta-feira, o porta-voz do Ministério do Interior (Minint), Valdemar José.

  • 01/01/2019 19:23:50

    Órgãos do Minint clamam por instalações condignas

    Mbanza Kongo - As direcções provinciais dos Serviços de Investigação Criminal (SIC) e Protecção Civil e Bombeiros (SPCB) sediadas em Mbanza Kongo, Zaire, clamam por instalações condignas para garantir o seu normal funcionamento.