Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

26 Novembro de 2015 | 11h57 - Actualizado em 01 Dezembro de 2015 | 21h22

Angola/Guiné-Bissau: Presidente do PAIGC no país para reunião da Internacional Socialista

Luanda - O Presidente do Partido Africano para Independência da Guiné - Bissau (PAIGC), Domingos Simões Pereira, chegou na manhã de hoje (quinta-feira), a Luanda, onde vai participar na segunda reunião anual do Conselho da Internacional Socialista (IS), que decorre de 27 a 28 de Novembro, na capital angolana.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Domingos Simões Pereira - líder do paigc

Foto: Pedro Parente

A sua chegada ao país, o político bissau guineense deu a conhecer que, durante a sua visita de três dias, vai inicialmente “visitar e estar com os camaradas do MPLA e reforçar o intercâmbio existente entre os dois partidos”, seguindo-se a participação no encontro da IS que Angola acolhe.

Entrevistado pela Angop no aeroporto de Luanda, o líder do partido recordou que “a relação entre o PAIGC e o MPLA é antiga e boa”, tendo a propósito referido que, recentemente, “a Guiné-Bissau passou um período muito menos tranquilo e, na época, fomos trocando notas a distância com os membros do partido MPLA”.

Entretanto, acrescentou, “agora teremos a oportunidade de estar juntos para abordar também este assunto e aproveitar a ocasião para partilhar com os membros do MPLA a actual situação politica na Guiné-Bissau e, eventualmente, ouvir alguns conselhos”, realçou.

Segundo Domingos Simões Pereira, a Guiné-Bissau tem propósito firme de voltar a ter convívio com os partidos esquerdos e progressistas, tendo lembrado que esta será a primeira vez que o seu partido volta a participar num evento do género, depois de muitos anos ausente, pelo que reiterou que “estamos com uma grande expectativa da nossa integração plena no grupo da IS”.

A reunião da Internacional Socialista (IS) a ter lugar na capital do país, realiza-se no quadro da reafirmação dos seus compromissos, pela defesa da liberdade, democracia, paz, igualdade e do progresso", aguardando-se em Luanda a presença de representantes de cerca de 160 partidos.

O Conselho da IS, órgão que integra todos os partidos e organizações membros, tem como missão fundamental deliberar sobre as questões políticas e organizativas, decorrentes da dinâmica da vida política internacional, entre outros assuntos.

A  primeira reunião de 2015 do Conselho da Internacional Socialista (IS) teve lugar em Julho, na cidade norte-americana de Nova Iorque, Estados Unidos da América (EUA).

Assuntos Cooperação   Política  

Leia também
  • 05/02/2019 22:46:17

    Angola e Suécia querem ampliar oportunidades de negócios

    Estocolmo - Empresários, diplomatas e representantes de sectores oficiais de fomento comercial de Angola e da Suécia participam, quinta-feira, em um seminário de negócios denominado “Tempo para aumentar as actividades de negócios em Angola”, que terá lugar na capital sueca (Estocolmo), com objectivo de ampliar a oportunidades de negócios.

  • 05/02/2019 20:51:37

    Norberto Garcia é interrogado na quarta-feira

    Luanda - O réu Norberto Garcia, antigo director da Unidade Técnica para Investimento Privado (UTIP), vai ser interrogado esta quarta-feira durante a 9ª sessão de julgamento da Burla Tailandesa que decorre na 1ª Câmara Criminal do Tribunal Supremo.

  • 05/02/2019 19:56:08

    PR italiano já em Luanda para visita de três dias

    Luanda - O Presidente da República Italiana, Sergio Mattarella, encontra-se desde as primeiras horas da noite de hoje (dia 05) em Luanda, a convite do homólogo angolano, João Lourenço, para, entre outros assuntos, analisar e aprofundar as relações bilaterais com Angola.

  • 05/02/2019 17:02:49

    RDC considera legítima protecção da riqueza de Angola

    Luanda - O Presidente da República Democrática do Congo (RDC), Félix Tshisekedi, reconheceu, nesta terça-feira, em Luanda, legitimidade de Angola na protecção da sua riqueza, face à exploração de estrangeiros ilegais.