Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

30 Novembro de 2015 | 17h40 - Actualizado em 30 Novembro de 2015 | 17h39

Escola Nacional de Bombeiros realiza primeiro curso de resgate em águas profundas

Luanda - A Escola Nacional de Protecção Civil e Bombeiros, no município de Viana, em Luanda, realizou, este ano, o primeiro curso de salvamento e resgate em águas profundas.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Mergulhador (Ilustração)

Foto: joaquina Bento

O Comissário Bombeiro, Valentim Xavier, em declarações à Angop hoje, segunda-feira, afirmou que nesta primeira formação especializaram-se 27 mergulhadores que podem imergir numa profundidade superior a 50 metros.

O oficial que falava a margem do acto central do 30 de Novembro, Dia Nacional dos Bombeiros, realizado na Escola Nacional de Protecção Civil e Bombeiros, disse que a formação dos efectivos dos bombeiros é o objectivo fundamental da sua corporação.

Valentim Xavier afirmou que no ano passado a corporação recebeu mais sete mil homens para formação, efectivos que se encontram em preparação para que possam corresponder com as expectativas que se criaram a volta da actividade que vão exercer como proteger os bens do povo, industrias, salvar vidas, entre outros.

Esta escola, referiu o Comissário, é vocacionada para a formação profissional dos bombeiros a distintos níveis, com destaque para os cursos básicos, e todas as pessoas que decidem ter uma formação de bombeiros devem começar pelo curso elementar, que também tem a designação de curso inicial.

Neste ano de 2015, participaram nos cursos mil e 105 instruendos dos quais 700 são do sexo masculino e 405 do sexo feminino.

"Entre os cursos, destacamos a formação de bombeiros motoristas especializados, porque trabalham com uma técnica diferente das usadas em carros normais, já que a viatura dos bombeiros é muito técnica, com especificações próprias, e com a recepção de novos meios foram formados 92 motoristas, adaptados na nova técnica que o país recebeu", afirmou.

Os cursos de actualização de Ordem Unida, informou, foram realizados nas quatro regiões do país, tendo participado na região centro, que compreende as províncias do Bié, Cuanza Sul, Cuando Cubango e Huambo,  277 efectivos dos quais 107 do sexo feminino.

Na região Leste, províncias de Malanje, Lundas Sul e Norte, Moxico e onde foram aglutinadas o Uije e Cuanza Norte, foram formados 172 efectivos dos quais 34 mulheres, enquanto na região Sul, nas províncias do Cunene, Huíla e Namibe,  participaram 114 elementos dos quais 32 do sexo feminino.

Da região norte, que compõe as províncias de Luanda, Bengo, Zaire e Cabinda, participaram 769 efectivos, dos quais 237 senhoras.

O acto, testemunhado por oficiais comissários, superiores, subalternos, subchefes e agentes, foi marcado com o juramento de bandeira dos novos efectivos do órgão, outorga de diplomas de mérito aos bombeiros pelos serviços prestados durante os 40 anos na corporação e desfile das forças e meios.  

O Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros, que conta actualmente com cerca de 14 mil efectivos, é um órgão afecto ao Ministério do Interior e foi criado para salvar vidas e proteger os bens públicos e privados.

Leia também