Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

15 Abril de 2016 | 16h02 - Actualizado em 15 Abril de 2016 | 16h02

Angola abre consulado em Guangzhou

Guangzhou - O Governo angolano inaugurou esta sexta-feira, em Guangzhou, o seu terceiro consulado geral em território chinês.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A nova representação consular angolana chefiada pelo Embaixador João Baptista da Costa foi criada a pensar na diplomacia económica e terá como áreas de jurisdição as regiões de Fujian, Hainan e Guangxi. A mesma junta-se as outras duas já existentes em Hong-Kong e em Macau, respectivamente.

O corte da fita e o descerramento da placa inaugural foi efectuado pelo secretário-geral do Ministério das Relações Exteriores, Eduardo de Jesus Beny, em representação do Chefe da diplomacia angolana, Georges Rebelo Pinto Chikoti.

Numa breve intervenção, o Secretário geral do Ministério das Relações Exteriores, que se fez acompanhar do director do Instituto das Comunidades angolanas no exterior e serviços consulares, Horácio Uliengue, sublinhou a importância da nova representação consular angolana nas relações entre os dois estados e povos.

Eduardo Beny, disse que para além dos assuntos de âmbito jurídico -consular, a instituição deverá manter informada a comunidade angolana residente nesta parte da China dos esforços que estão a ser envidados pelo executivo angolano nos diferentes domínios da vida nacional, bem como promover o investimento e fortalecer cada vez mais a parceria estratégica existente entre Angola e a Republica Popular da China.

Para o embaixador extraordinário e plenipotenciário de Angola na República Popular da China, João Garcia Bires, o novo consulado vai preencher algumas lacunas na oferta de serviços e que obrigava a uma carga excessiva sobre a Embaixada em Beijing.

Assistiram a cerimonia, os cônsules gerais de Hong-Kong e Macau, Cupertino Gourgel e Sofia Pegado, respectivamente, convidados estrangeiros e outros diplomatas angolanas.

Com Guangzhou, Angola passa a contar com 29 consulados-gerais e 58 embaixadas em todo o mundo.

Guangzhou é a capital da província de Guangdong muito frequentada por angolanos que se deslocam principalmente em viagens de negócios. Localiza-se ao sul da China.

No coração desta dinâmica cidade de cerca de vinte milhões de habitantes e dezenas de milhares de micro - fábricas, a actividade comercial fez com que a província de Guangdong fosse declarada a vanguarda da politica de reforma económica  e abertura ao exterior da China no inicio da década de 1980.

Guangzhou é famosa também por sediar a mais importante feira de negócios do mundo com mais de 1 milhão de metros quadrados de exposição.

Esta sexta-feira, está prevista a abertura de mais uma edição onde serão exibidos produtos diferentes, desde máquinas, industrias, produtos electrónicos, materiais de construção, produtos têxteis, roupas e  calçados.

Assuntos Angola   Diplomacia  

Leia também
  • 06/02/2019 00:00:51

    Síntese das principais notícias das últimas 24 horas

    Luanda - Agência Angola Press, Angop E.P, incluiu na sua emissão das últimas 24 horas, entre outros, os seguintes assuntos:

  • 05/02/2019 19:46:38

    Minint considera falso "tráfico de órgãos" no Cunene

    Luanda - O Ministério do Interior (Minint) considerou falsas as informações divulgadas nas redes sociais sobre eventuais casos de tráfico de órgãos humanos na província do Cunene e reafirma que manterá a segurança dos cidadãos, bem como um combate cerrado a eventuais marginais.

  • 05/02/2019 18:57:24

    Íntegra da declaração do Presidente da República

    Luanda - Íntegra da declaração pronunciado nesta terça-feira, em Luanda, pelo Presidente da República, João Lourenço, na abertura da conferência de imprensa conjunta, por ocasião da visita oficial e de trabalho do homólogo Félix Tshisekedi, da República Democrática do Congo.

  • 05/02/2019 17:02:49

    RDC considera legítima protecção da riqueza de Angola

    Luanda - O Presidente da República Democrática do Congo (RDC), Félix Tshisekedi, reconheceu, nesta terça-feira, em Luanda, legitimidade de Angola na protecção da sua riqueza, face à exploração de estrangeiros ilegais.