Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

19 Fevereiro de 2017 | 03h00 - Actualizado em 19 Fevereiro de 2017 | 02h03

Cuanza Norte: Setenta e dois militantes do PRS filiam-se ao MPLA

Ndalatando - Setenta e dois militantes do Partido de Renovação Social (PRS) no Cuanza Norte, entre os quais três influentes, confirmaram, sábado, em Ndalatando, capital da província, terem abandonado aquela organização partidária e se filiado ao MPLA.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Cuanza Norte: Militantes do PRS filiam-se ao MPLA

Foto: Eliseu Veloso

Os antigos militantes do PRS, entre eles Domingos Kimbanda, membro do Conselho Político e do Comité Nacional, que já dirigiu o partido na província por 15 anos, declararam a sua filiação ao MPLA durante uma conferência de imprensa decorrida no Cine Ndalatando, em que afirmaram não terem mais nada com o PRS.

Outros influentes que se juntam agora ao MPLA são Daniel Afonso, membro do Comité Nacional, secretário provincial do departamento de economia e finanças e 1ºsecretário municipal do partido no Lucala, tendo sido militante do PRS durante 16 anos, assim como Pedro Zua Cassumba, secretário municipal de Quiculungo.

Na ocasião, o porta-voz do grupo, Daniel Afonso, apontou como algumas das causas da renúncia, “após reflexão cuidada e profunda”, a falta de ambições políticas e de projectos sérios da parte do PRS, para governar o país.

“Após vários anos de militância não sentimos do PRS alguma vontade política séria que contribua na resolução dos problemas do país tão pouco dos seus membros”, justificou, aludindo que o PRS tem assumido, por outro lado, mesmo defendendo o federalismo para Angola, um carácter regionalista, uma postura que no entender dos demissionários mina a unidade nacional.

Os renunciantes consideram o PRS como um partido que não tem maturidade política para governar o país, muito menos ser uma oposição séria, “uma vez que os seus objectivos, assentes numa Angola federada, não estão alinhados com os valores patrióticos do povo angolano e com os princípios democráticos”.

“Por isso, decidimos livre, consciente e irrevogavelmente renunciar a nossa militância no PRS e juntarmo-nos desta forma ao partido que tem demonstrado capacidade para conduzir Angola, lutando para mante-la no rumo certo, sendo que este partido é o MPLA”, declararam.

Leia também
  • 18/03/2017 00:27:32

    Malanje: OMA quer participação activa de militantes no registo eleitoral

    Luquembo - Com vista ao exercício do direito de voto por um número expressivo de mulheres no pleito eleitoral de Agosto próximo, a Organização da Mulher Angolana (OMA), quer maior engajamento e entrega das militantes a nível do município de Luquembo, no registo e actualização de dados, a escassos dias do fim do processo.

  • 18/03/2017 00:15:35

    Angola: Síntese das principais notícias das últimas 24 horas

    Luanda - A Agência Angola Press, Angop E.P, incluiu, na sua emissão das últimas 24 horas, os seguintes assuntos:

  • 17/03/2017 19:26:19

    Cuando Cubango: Político destaca papel da JMPLA e da OMA no processo do registo

    Menongue - O primeiro secretario municipal do MPLA em Menongue, Fernando Cassanga, destaccou hoje, sexta-feira, na região, o papel que a JMPLA e da Organização da Mulher Angolana (OMA) têm exercido no processo de mobilização e sensibilização da população para aderência aos postos do registo eleitoral.

  • 17/03/2017 18:47:52

    Moxico: IECA encoraja fiéis ao registo eleitoral

    Luena - A Igreja Evangélica Congregacional em Angla (IECA), no Moxico, continua a intensificar palestras de sensibilização junto dos fiéis para aderirem aos postos de registo eleitoral, com vista participação nas eleições gerais de Agosto.