Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

21 Fevereiro de 2017 | 12h02 - Actualizado em 21 Fevereiro de 2017 | 13h02

Angola: Chevron mantém investimentos no LNG

Luanda - A multinacional Chevron, uma das maiores empresas de energia do mundo, continuará a investir no Projecto de Produção de Gás Natural Liquefeito (LNG), baseado no Soyo, província do Zaire, informou nesta terça-feira, em Luanda, o seu vice-presidente executivo, Jay Johnson, no final de um encontro com o Vice-Presidente da República, Manuel Domingos Vicente.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Manuel Vicente, Vice-Presidente da República, recebe Jay Johnson, vice-presidente executivo da Chevron

Foto: Pedro Parente

Manuel Vicente, Vice-Presidente da República (dir), recebe Jay Johnson, vice-presidente executivo da Chevron

Foto: Pedro Parente

No Angola LNG, com capacidade para processar 5,2 milhões de toneladas métricas por ano, a empresa norte-americana detém uma participação de 36,4 porcento.

Em declarações à imprensa, no final da audiência, o gestor informou que a produção da Chevron em Angola vai prosseguir e anunciou para muito breve o início da produção no Poço Mafumeira Sul, no sul do bloco zero, em águas rasas, em Cabinda.

Disse ser intenção da Chevron continuar a investir em projectos "profícuos e com a possibilidade de melhores resultados e eficiência", em Angola.

Entretanto, condicionou a materialização dos novos investimentos da companhia à revisão dos termos fiscais, que estão a ser discutidos com a petrolífera nacional Sonangol, como concessionária, e com o Executivo Angolano.

Angola, declarou, tem muitos campos em quantidade e qualidade, "mas os termos fiscais não são muito atractivos", daí apelar para a adopção de taxas competitivas, para animar e incentivar os investidores, a bem do povo angolano.

Referiu que Angola "continua a ser um berço", uma vez que as relações com a comunidade e com os parceiros são "muito boas".  

Durante a audiência, o Vice-Presidente da República avaliou com a delegação da Chevron em Angola, liderada por Jay Johnson, as oportunidades de novos investimentos da petrolífera no país.

A audiência serviu ainda para apresentação do novo presidente da companhia para a África e América Latina, Clay Neff, em substituição de Ali Moshiri, que passará à reforma, em Abril.

Fundada a 10 de Setembro de 1879, a Chevron, com sede nos Estados Unidos, é uma das grandes empresas mundiais do ramo energético, especialmente petrolífero.

Opera em Angola há aproximadamente 60 anos, através da sua subsidiária, a Cabinda Gulf Oil Company Limited.

Em 2014, as operações em Angola apresentaram uma produção diária média líquida de 121.000 barris de equivalente a petróleo por dia, ou 114 mil barris de líquidos e 78 milhões de pés cúbicos de gás natural.

A Chevron detém participações em três concessões: Bloco 0, situado no offshore da província de Cabinda; Bloco 14, em águas profundas; e a área onshore Fina Sonangol Texaco (FST).

Participa também numa "joint venture", em terra, de gás natural liquefeito (GNL): a Angola LNG Limited.

Assuntos Angola   Investimentos   Petrolíferas  

Leia também
  • 06/02/2019 03:02:01

    Presidente italiano inicia programa de visita a Angola

    Luanda - O Presidente da Itália, Sergio Mattarella, inicia hoje, quarta-feira, o programa de visita a Angola com um encontro à porta fechada como o seu homólogo angolano, João Lourenço.

  • 06/02/2019 00:00:51

    Síntese das principais notícias das últimas 24 horas

    Luanda - Agência Angola Press, Angop E.P, incluiu na sua emissão das últimas 24 horas, entre outros, os seguintes assuntos:

  • 05/02/2019 19:46:38

    Minint considera falso "tráfico de órgãos" no Cunene

    Luanda - O Ministério do Interior (Minint) considerou falsas as informações divulgadas nas redes sociais sobre eventuais casos de tráfico de órgãos humanos na província do Cunene e reafirma que manterá a segurança dos cidadãos, bem como um combate cerrado a eventuais marginais.

  • 05/02/2019 18:57:24

    Íntegra da declaração do Presidente da República

    Luanda - Íntegra da declaração pronunciado nesta terça-feira, em Luanda, pelo Presidente da República, João Lourenço, na abertura da conferência de imprensa conjunta, por ocasião da visita oficial e de trabalho do homólogo Félix Tshisekedi, da República Democrática do Congo.