Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

11 Novembro de 2017 | 15h06 - Actualizado em 11 Novembro de 2017 | 15h05

Cunene: Independência foi a atitude mais importante da história do país, diz Kundi Paihama

Ondjiva - A luta pela independência nacional constitui a atitude mais importante de coragem e bravura da história do povo angolano, afirmou hoje, sábado, em Ondjiva, o governador provincial do Cunene, Kundi Paihama.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Cunene: Governador Kundi Paihama

Foto: José Cachiva

O governante que falava no acto das celebrações dos 42 anos da proclamação da independência nacional a 11 de Novembro de 1975, pelo primeiro presidente de Angola, António Agostinho Neto, disse que constitui a maior conquista do povo angolano, um facto que custou muito sangue, suor e lágrimas, dos melhores filhos da nação, durante várias gerações.

Kundi Paihama acrescentou que a data resulta do espírito de coragem, disciplina, vigilância, vontade de ser livre que foi determinante para que os nacionalistas angolanos pudessem consentir grandes sacrifícios para hoje o povo angolano pode-se viver em liberdade.

"Graças a esses heróis hoje Angola tornou-se numa nação soberana, cujas comemorações da independência constitui gratidão daqueles filhos que derramaram o seu sangue, em especial ao primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto "sustentou.

Para homenagear os heróis deste grande feito, admitiu que os angolanos devem dar o seu contributo no processo de desenvolvimento em curso, trabalhar pela unidade, pela paz, democracia e desenvolvimento socio-económico e harmonioso.

Acrescentou ainda a necessidade de reconhecer e agradecer os povos e governos amigos que nos ofereceram apoio moral, material e diplomático durante a luta de resistência e conquista da liberdade.

Sob o lema”Unidos por uma Angola Democrática, Una Indivisível" o acto foi marcado com a entrega de estímulos aos antigos combatentes, momentos musico-culturais e varias mensagens

Leia também
  • 02/02/2019 19:21:13

    Cunene: SME expulsa estrangeiros por irregularidade migratória

    Ondjiva - Quatro cidadãos namibianos e um centro-africano , em situação migratória ilegal na província do Cunene, foram expulsos do país nos últimos sete dias, através do posto fronteiriço de Santa-Clara.

  • 30/01/2019 18:28:47

    Recomendada tradução dos manuais sobre direitos humanos

    Ondjiva - A tradução dos manuais e folhetos informativos sobre os direitos humanos em línguas nacionais foi recomendada esta quarta-feira, em Ondjiva (Cunene), pelos membros do Comité de Direitos Humanos na região.

  • 28/01/2019 13:46:07

    Governo busca soluções para combate à seca no Cunene

    Ondjiva - O governo angolano está a avaliar a seca no Cunene, um problema cíclico que afecta, pelo menos, 284 mil 780 pessoas, numa região que tem 990 mil e 87 habitantes.

  • 27/01/2019 16:31:34

    SME regista aumento de 688 movimento migratório no Cunene

    Ondjiva - Catorze mil e 432 movimentos migratórios, de nacionais e estrangeiros, foram registados nos últimos sete dias, na fronteira com Angola/Namíbia, pelo Serviço de Migração Estrangeiro (SME) no Cunene, com o acréscimo de 688 em relação a igual período anterior.