Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

14 Novembro de 2017 | 12h56 - Actualizado em 15 Novembro de 2017 | 11h17

Fórum dos municípios transformado em órgão colegial do PR

Luanda - O Fórum dos Municípios e Cidades de Angola passa a ser um órgão colegial do Presidente da República, anunciou hoje, terça-feira, o Vice-presidente da República, Bornito de Sousa.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Bornito de Sousa - Vice-presidente da República

Foto: Lino Guimaraes

Bornito de Sousa - Vice-presidente da República

Foto: Lino Guimaraes

O Vice-presidente discursou na abertura do V fórum dos municípios e cidades de Angola, que decorre até quarta-feira, em Luanda, sob o lema “reformar o Estado para melhor servir o cidadão”.

Lembrou que o Programa de Governo do MPLA para 2017 a 2022 propõe, entre outros, concretizar a reforma e modernização do Estado e a reformulação do modelo de organização local do Estado.

Referiu ainda da necessidade de tornar a Administração Local do Estado (e as Autarquias Locais, à medida que forem institucionalizadas) como unidade de prestação de serviço público de excelência e da implementação das tecnologias de informação e comunicação em todas as áreas da administração pública central e local, promovendo uma nova imagem.

Citou o Presidente da República, no seu discurso de investidura, quando prometeu prestar atenção à reforma do Estado, de modo a permitir o desenvolvimento harmonioso e sustentável do território e das comunidades, com a descentralização de poderes, a implementação gradual das autarquias e a municipalização dos serviços em geral.

Afirmou que a reforma do Estado será um dos principais domínios da acção do Executivo, na presente legislatura.

Declarou que reformar o Estado é tão urgente quanto necessário, para que “tenhamos uma administração pública moderna, eficiente e participada (…) para melhorar a coordenação entre a Administração Central e a Local”, para que o cidadão seja mais ouvido e melhor servido.

Bornito de Sousa defendeu persistência na promoção da desconcentração e descentralização administrativas, tornando, cada vez mais, eficazes os mecanismos de coordenação, monitorização e avaliação dos programas de desenvolvimento local.

Acredita que a municipalização exige uma nova postura, sob pena de não passar de mais uma boa vontade.

Leia também
  • 27/02/2018 18:17:50

    Executivo reduz impacto da seca

    Luanda - O Executivo vai apostar na construção de barragens de retenção de água nas regiões Centro e Sul do país para minimizar o impacto negativo da seca e da estiagem, informou nesta terça-feira, em Luanda, o secretário de Estado para as Águas.

  • 27/02/2018 17:46:31

    Comissão aprecia regulamento do fundo de recursos hídricos

    Luanda - O Conselho Nacional de Águas apreciou nesta terça-feira, em Luanda, o projecto de regulamento do Fundo Nacional de Recursos Hídricos que estabelece as normas para o seu controlo e operacionalização.

  • 27/02/2018 12:09:40

    Angola: Recomendada gestão correcta dos recursos hídricos

    Luanda - O Vice-presidente da República, Bornito de Sousa, recomendou nesta terça-feira, em Luanda, uma gestão correcta dos recursos hídricos, no sentido de assegurar o acesso das famílias e comunidades à água potável.

  • 26/02/2018 16:30:36

    Angola: Conselho de Águas reúne-se na terça-feira

    Luanda - A primeira sessão ordinária do Conselho Nacional de Águas acontece na terça-feira (dia 27), em Luanda, sob coordenação do Vice-Presidente da República, Bornito de Sousa.