Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

07 Abril de 2017 | 17h37 - Actualizado em 07 Abril de 2017 | 17h36

Lunda Sul prospera ao ritmo da paz e aumenta esperança da população

Saurimo - Para trás ficaram décadas de um dos mais sombrios períodos da História de Angola, onde todos os esforços para pôr em funcionamento a economia e implementar projectos sociais estavam condenados ao fracasso, devido à guerra.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Cidade de Saurimo na Lunda Sul

Foto: Pedro Parente

(Por Hélder Dias)

Em 2002, depois da conquista da paz, abriram-se as portas para o crescimento do país, surgiu a necessidade de se garantir a sustentabilidade do crescimento económico para permitir que haja reflexos na melhoria das condições de vida dos angolanos.

O Governo angolano reergueu a maior parte dos empreendimentos destruídos, designadamente estradas, pontes, linhas férreas, escolas, hospitais, postos de saúde, novas centralidades, realidade que nunca teve uma dimensão como a agora verificada.

Os angolanos, em particular na província da Lunda Sul, começam agora a conhecer os efeitos da paz e da democracia.

Sector social

O sector da Educação é o que mais avanços registou na Lunda Sul, desde a construção de novas infra-estruturação, que permitiu a inserção de mais angolanos no sistema de ensino e aprendizagem, bem como na melhoria da sua qualidade.

Foram construídas desde 2002 pelo menos 266 escolas, das quais 251 do ensino primário, 17 do I ciclo e 11 do II ciclo do ensino secundário, que totalizam 1.491 salas de aulas e conta com 3.281.A província conta com duas instituições de ensino superior, sendo uma pública e outra privada, que têm estado a formar quadros superiores nas áreas das ciências sociais, humanas e engenharia.

Seis centros de formação, dos quais três no município de Saurimo e um em Cacolo, Dala e Muconda, asseguram a formação profissional dos cidadãos, nos cursos de informática, decoração, pedreira, canalização, electricidade industrial, de baixa tensão, auto e predial, mecânica, frio comercial, serralharia, pastelaria, hardware, corte e costura, mesa e bar, contabilidade geral, recepção, carpintaria e agricultura.

Está em construção na comuna de Mona Quimbundo uma Escola Técnica Agrária, que comportará dez salas de aulas, duas das quais com características laboratoriais para as disciplinas de Biologia e Química. A escola contará com uma sala de informática, biblioteca, sala de professores, enfermaria para primeiros socorros, área administrativas, refeitório, cozinha, lavandaria, cantina, espaços de apoio à transformação de alguns produtos vegetais e animais e máquinas agrícolas.

A unidade vai albergar quase 240 alunos que serão formados nos cursos de recursos florestais, pecuária, apicultura e auxiliar de agricultura, da 7ª até a 9ª classe, para o ensino de base e da 10ª a 12ª classe para o ensino geral.

Já no sector da saúde, foram construídas 104 unidades sanitárias, nos quatro municípios da província (Cacolo, Dala, Muconda e Saurimo), sendo um hospital provincial, quatro municipais, igual número de hospital de especialidade, 17 centros de saúde, 78 postos de saúde, com um total de 786 camas.

Estas unidades são asseguradas por 823 técnicos, entre enfermeiros e médicos. A Lunda Sul dispõe ainda de duas clínicas, seis centros e 14 postos de saúde, privado.

O município de Saurimo é o que mais dispõe de unidades sanitárias, 50 no total, sendo um hospital provincial, igual número de municipais, 38 postos, seis centros de saúde e quatro hospitais de especialidade. Segue-se o município de Dala, com 23 unidades, sendo um hospital municipal, três centros e 19 postos de saúde.

O município de Muconda vem a seguir com 19 unidades, sendo um hospital municipal, quatro centros e 14 postos de saúde. No município de Cacolo tem um hospital municipal, quatro centros e sete postos de saúde.

Estão em construção no município de Saurimo duas grandes unidades sanitárias, nomeadamente Hospital Materno-Infantil e o Hospital Municipal, com a capacidade de 240 camas.

A província  dispõe de serviços como medicina interna, cirurgia, ortotraumatologia, imagiologia (Tac, RX e ecografia), hemoterapia, fisioterapia, estomatologia, oftalmologia, pediatria, urologia, cuidados intensivos e análises clínicas.

A energia é fornecida a partir de duas fontes (Hidroeléctrica do Chicapa com capacidade de 16 megawatts, das quais quatro para cidade de Saurimo e 12 para Sociedade Mineira de Catoca; e a central térmica com potência de 12.5 megawatts), o que beneficia 11.372 consumidores.

Quanto ao abastecimento da água potável, o nível de cobertura é estimado em 65 porcento. Actualmente conta com mais de 70 sistemas de abastecimento de água potável, que beneficia uma população estimada em mais de 170.

O sector da Justiça e dos Direitos Humanos hoje conta com seis postos de emissão de bilhetes de identidade nos quatro municípios, sendo dois em Saurimo e um em Cacolo, Dala e Muconda. Conta ainda com uma conservatória, serviços de cartório e notariado, no município de Saurimo.

Sector económico

Novos projectos/acções estão em curso nos sectores da agricultura, pecuária, exploração de mel, processamento de madeira, capacitação do homem, indústria transformadora e sensibilização de empresários.

No sector da Agricultura, por exemplo, a execução da linha de financiamento do Banco de Desenvolvimento de Angola beneficiou 35 promotores que investem na produção em grande escala de raízes e tubérculos, cereais e fruteiras diversas.

A intensificação da construção e exploração de unidades hoteleiras na sede da província em pontos que constituem pólos turísticos, como rede hoteleira, restauração e similares, rede comercial e hotéis em construção tem estado a contribuir para o desenvolvimento e crescimento da Lunda Sul.

Hoje a província conta com 683 estabelecimentos retalhistas, 21 grossistas, 13 de prestação de serviços, um hotel, 12 pensões, quatro aldeamentos turísticos, uma pousada, duas hospedarias, um complexo residencial, três restaurantes, dois snack-bares, dois bares, três pastelarias, um café. Estão em construção neste momento 12 unidades hoteleiras e dois aldeamentos turísticos.

Habitação

Para além da construção da nova centralidade, que inicia este ano, a província conta com outros projectos habitacionais, com realce para o subprograma de construção de 200 fogos, por município e o projecto denominado “bairro social da juventude”, onde já foram erguidas 200 residências postas à venda aos jovens, através do sistema de renda resolúvel.

No domínio do cooperativismo, a Sociedade Mineira de Catoca está a desenvolver o projecto habitacional “Vila Sagrada Esperança”, onde está prevista a construção de 1600 residências. Já foram erguidas 400 e actualmente estão habitadas 268 casas.  Ainda neste domínio, encontram-se em execução outros dois projectos de cooperativas, uma relacionada ao Cofre de Previdência da Policia Nacional com 50 residências e outros da Caixa de Segurança Social das Forças Armadas Angolanas, com 100 casas.

Sector rodoviário

Desde o início do processo de reabilitação de infra-estruturas rodoviárias, já foram construídas 42 pontes de betão e instaladas quatro metálicas, reabilitados mil 85 quilómetros de estradas, quer nacionais quer secundárias.

Destaca-se também a construção em curso da estrada secundária, que une a sede municipal de Cacolo às comunas de Cucumbi e Xassengue, numa extensão de 104 quilómetros, Dala/Luma-Cassai, em 60 quilómetros, bem como o troço Muriege/Chiluange (Muconda), em 85 quilómetros, cujos trabalhos de desmatação, terraplenagem e obras de artes, já alcançaram a sede comunal de Cucumbi, num troço de 45 quilómetros.

Desporto

A reabilitação do Estádio Municipal das Mangueiras, reinaugurado em 2012, pelo Presidente da República de Angola, José Eduardo dos Santos, relançou a prática do futebol na província da Lunda Sul, tendo como um dos principais ganhos neste domínio a subida da equipa Progresso da Lunda Sul, no Campeonato Nacional de Futebol (Girabola), em 2015.

Outro ganho foi a requalificação da Piscina Olímpica da província da Lunda Sul, de 50 metros de comprimento, 25 de largura e seis de profundidade, para mais de 700 espectadores.

A construção de mais de 10 salões multiusos, para a promoção do desporto escolar no município de Saurimo é um dos ganhos neste sector.

Dados do Censo Geral indicam que a população da Lunda Sul é estimada em 537.587 habitantes, dos quais 265.806 homens e 271.782 mulheres, o que faz com que na província exista 98 varões para cada 100 senhoras.

O município de Saurimo possui mais habitantes com 442.437, o que representa 82% da população da Lunda Sul, seguido do Muconda 33.264, Cacolo 31.895 e Dala com 29.991, sendo que na província existe 12 pessoas por cada quilómetro quadrado.

Assuntos Paz   Província » Lunda Sul  

Leia também
  • 06/04/2017 16:06:22

    Lunda Sul: Líder juvenil alerta para conservação dos cartões eleitorais

    Saurimo - O secretário executivo do Conselho Provincial da Juventude (CPJ) na Lunda Sul, Ilídio Chitaca, apelou hoje (quinta-feira) aos jovens para conservarem os cartões eleitorais, para estarem aptos a participar nas eleições gerais a realizarem-se em Agosto próximo.

  • 06/04/2017 15:34:31

    Cunene: Soba de Naulila apela à preservação dos ganhos da paz

    Ondjiva - O soba grande da comuna de Naulila, município de Ombadja (Cunene), Bento Mutinde, apelou esta quinta-feira, na circunscrição, à comunidade no sentido de continuar a preservar os ganhos alcançados durante os 15 anos de paz, para o bem social dos angolanos.

  • 06/04/2017 07:44:13

    Angola-Brasil: Comunidade angolana assinala Dia da Paz

    Brasília - A comunidade angolana residente em Brasília, a capital federal do Brasil, assinalou, terça-feira última, o décimo quinto aniversário da paz e reconciliação nacional em Angola.