Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

04 Abril de 2017 | 21h00 - Actualizado em 05 Abril de 2017 | 11h22

Moxico: Ministro da Defesa já na província para inaugurar barragem de Chiumbue

Luena - O ministro da Defesa Nacional, João Lourenço, chegou hoje (terça-feira) à cidade do Luena, província do Moxico, para uma visita de trabalho de 24h00, durante a qual vai inaugurar, esta quarta-feira, o aproveitamento hidro-eléctrico de Chiumbue, localizado no município do Dala, na província da Lunda Sul.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Moxico: Obras da barragem de Chiumbe

Foto: David Dias

Moxico: Ministro da Defesa Nacional, João Lourenço, foi recebido pelo governador da provincial do Moxico, João Ernesto dos Santos

Foto: David Dias

À sua chegada ao aeroporto do Luena Comandante Dangereux, João Lourenço, proveniente da província do Huambo, onde presidiu ao acto central do Dia da Paz e da Reconciliação Nacional, que hoje se assinala, foi recebido pelo governador provincial, João Ernesto dos Santos “Liberdade”.

A barragem de Chiumbue vai beneficiar a população do Dala (Lunda Sul), Camanongue e Luena, província do Moxico, e dista a 100 quilómetros a norte do Luena e 160 a sul de Saurimo, capital provincial da Lunda Sul.

O aproveitamento hidroeléctrico de Chiumbe-Dala vai gerar 12,42 MW de energia eléctrica, para garantir a sustentabilidade do desenvolvimento económico e social das províncias da Lunda Sul e do Moxico.

A construção do aproveitamento foi iniciada em 1981 e posteriormente interrompida, tendo sido realizadas as obras civis relativas ao açude de derivação, tomada de água, canal de adução, estrutura de transição e ponte de acesso.

De acordo com dados do Ministério da Energia e Águas sobre a execução física do projecto, naquele período (1981) não foram instalados quaisquer equipamentos nem iniciada a construção do edifício da central eléctrica.

O projecto foi retomado apenas em 2014, com a consignação da obra a 10 de Julho daquele ano à empresa Chinesa SinoHidro Corporation, com prazo de execução de 28 meses.

O custo global do projecto está avaliado em 97 milhões, 111 mil e 91 dólares norte-americanos, sendo USD 42,1 milhões para obras do aproveitamento e USD 54,9 milhões para linhas de transmissão e subestação do Luena.

O aproveitamento do Dala conta com uma central hidro-eléctrica com quatro grupos geradores, com turbinas do tipo Francis Horizontal, sendo duas de 4,14 Megawatts e igual número de 2,07 Megawatts, totalizando 12,42 MW.

Leia também
  • 05/02/2019 20:51:37

    Norberto Garcia é interrogado na quarta-feira

    Luanda - O réu Norberto Garcia, antigo director da Unidade Técnica para Investimento Privado (UTIP), vai ser interrogado esta quarta-feira durante a 9ª sessão de julgamento da Burla Tailandesa que decorre na 1ª Câmara Criminal do Tribunal Supremo.

  • 05/02/2019 05:43:18

    Pinda Simão enaltece sacrifício dos nacionalistas

    Uíge - O governador provincial do Uíge, Pinda Simão, enalteceu o empenho dos heróis de 04 de Fevereiro, que deram à sua vida e consentiram sacrifícios para o alcance da independência nacional.

  • 05/02/2019 00:46:39

    Município de Camacupa ganha novas infraestruturas sociais

    Camacupa - A população do município de Camacupa, província do Bié, ganhou novas infra-estruturas sociais, inauguradas segunda-feira no quadro das celebrações do Dia do início da Luta Armada.

  • 04/02/2019 16:37:21

    Inauguração de vários empreendimentos marca 53º aniversário do início da Luta Armada

    Camanongue - A inauguração de um Jango para os antigos combatentes e veteranos da pátria e do Centro Infantil Comunitário (CIC), hoje, segunda - feira, na sede municipal de Camanongue, pelo governador provincial do Moxico, Gonçalves Muandumba, marcou as comemorações do 53º aniversário do início da luta armada em Angola.