Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

19 Abril de 2017 | 19h09 - Actualizado em 20 Abril de 2017 | 07h56

Angola: Arquivo histórico nacional prepara novas instalações

Luanda - As obras de construção das novas instalações do Arquivo Histórico Nacional poderão estar concluídas em 2018, anunciou hoje, quarta-feira, a ministra da Cultura.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ministra da Cultura - Carolina Cerqueira

Foto: Pedro Parente

Carolina Cerqueira, que respondia a questões colocados por deputados da Assembleia Nacional numa reunião plenária, destinada, entre outras, a aprovação da Lei geral dos Arquivos, informou que um edifício moderno e equipado está em fase de acabamento na zona do Camama, arredores do Estádio “11 de Novembro”.

Acredita que será o maior edifício destinado ao arquivo histórico em toda a África Subsahariana, construído com investimento público e prevê práticas “modernas e sofisticadas de tratamento, classificação e recuperação de textos”.

Afirmou que as instalações vão orgulhar todos os angolanos.

Falou da possibilidade, em caso de aprovação da lei, da criação de arquivos públicos, privados, individuais e colectivos.

Informou que existem acordos, sobretudo com Portugal, para o retorno de documentos considerados nacionais e essenciais arquivados noutros países.

Disse que apesar de muito ter sido exportado ilicitamente, o acervo de angolano não foi totalmente destruído e que o arquivo nacional possui documentação desde o século XVIII ao XX, sendo um dos mais ricos de África, em boas condições.

A ministra afirmou que uma parte substancial dos documentos pesquisados no exterior do país está guardada no arquivo histórico nacional, por não terem sido levados compulsivamente para o exterior.

Com a cooperação espanhola tem sido realizadas acções de formação a quadros do Arquivo Histórico Nacional, no domínio de técnicas modernas de classificação de documentos.

Lamentou o facto de só a província do Namibe ter uma instalação para o arquivo histórico nacional, o que considera irrisório pelo número de população do país e pela rica história do povo.

Assuntos Cultura  

Leia também