Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

17 Maio de 2017 | 08h34 - Actualizado em 17 Maio de 2017 | 08h33

Angola: CASA-CE afirma-se preparada para ser governo

Luanda - O presidente da Convergência Ampla de Salvação de Angola - Coligação Eleitoral (CASA-CE), Abel Chivukuvuku, afirmou nesta terça-feira que a sua formação política está preparada para ser governo no período 2017/2022, caso vença as eleições gerais marcadas para 23 de Agosto próximo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Presidente da CASA-CE, Abel Chivukuvuku (arquivo)

Foto: Clemente dos Santos

O líder político, que falava em entrevista ao canal TV Zimbo, referiu que a força política vai se manter como coligação para fazer face aos desafios políticos do país.

Segundo Abel Chivukuvuku, o Bloco Democrático e o PDP-ANA, partidos políticos que recentemente se juntaram à coligação reforçam a aliança entre os integrantes e a confiança dos cidadãos nessa força política.

Sobre a lista de candidaturas apresentada ao Tribunal Constitucional (TC) para eleições gerais, disse que assenta em critérios previamente acordados com os integrantes da coligação.

Entre os referidos critérios destacou o que chamou de acordos de harmonização entre as forças que integram a coligação.

Informou que os acordos de harmonização estabelecem, entre outros aspectos, normas de equilíbrio no género, quotas da juventude e das personalidades independentes.

Para Abel Chivukuvuku, enquanto não haver a validação das candidaturas no TC, tudo é provisório.

Defende a transformação do sector financeiro e a redução dos custos de produção.

Considerou fundamental que se faça uma reforma constitucional que altere o actual modelo de Estado.

Com isso pretende que se crie um estado unitário e politicamente descentralizado.

A CASA-CE é uma coligação eleitoral de partidos políticos que integradas pelo PALMA, PADA, PNA e PNSA, PDP-ANA e Bloco Democrático.

A formação política participou pela primeira vez em uma eleição no ano de 2012 e elegeu oito representantes para Assembleia Nacional, facto que conferiu o estatuto de terceira maior força política do país, depois do MPLA (partido no Poder) e Unita, maior partido na oposição.

Na altura o cabeça de lista, Abel Chivukuvuku, terminou em terceiro lugar na disputa a Presidente da República.

Em finais de 2016 a coligação realizou o primeiro congresso, onde se esperava que a CASA-CE fosse transformada em partido político, entretanto isto não ocorreu.

A CASA-CE formalizou a sua candidatura às eleições gerais de 23 de Agosto próximo na última sexta-feira (dia 12 do mês em curso Maio).


 

Assuntos CASA-CE   Eleições   Política  

Leia também
  • 22/03/2018 12:05:46

    Executivo prepara pacote de leis sobre autarquias

    Luanda - O Executivo angolano já está a trabalhar na preparação do pacote de leis sobre a organização e o funcionamento das autarquias, para serem submetidas à Assembleia Nacional, informou nesta quinta-feira, em Luanda, o Presidente da República, João Lourenço.

  • 22/03/2018 00:16:10

    Síntese das principais notícias das últimas 24 horas

    Luanda - A Agência Angola Press, Angop E.P, incluiu na sua emissão das últimas 24 horas, entre outros, os seguintes assuntos:

  • 21/03/2018 19:56:39

    Militantes do MPLA orientados a ser mais dinâmicos

    Huambo - Os militantes do MPLA no Huambo foram, hoje, orientados a ser mais dinâmicos, indo ao encontro dos cidadãos a quem devem transmitir as linhas de força do partido constantes do regulamento e estatuto.

  • 21/03/2018 19:43:14

    João Lourenço já está em Luanda

    Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, regressou na noite desta quarta-feira a Luanda, proveniente de Kigali, República do Rwanda, onde rubricou, na companhia de 53 líderes africanos, o acordo para o lançamento da Zona de Livre Comércio Continental (ZCLC), no âmbito da X Cimeira Extraordinária dos Chefes de Estado e de Governo da União Africana (UA).