Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

17 Maio de 2017 | 18h35 - Actualizado em 17 Maio de 2017 | 21h04

Angola reafirma engajamento para paz nos Grandes Lagos

Washington (dos enviados especiais) - Angola mantém-se firme na resolução de conflitos em África e acredita que com o apoio dos Estados Unidos da América poderá conseguir atingir este objectivo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Momento em que João Lourenço se despedia das autoridades militares no Cemitério Nacional de Arlington, no Estado da Virgínia

Foto: Pedro Parente

João Lourenço assina memorando de entendimento com James Mattis, no Pentágono (EUA)

Foto: Pedro Parente

Esta perspectiva foi destacada hoje pelo ministro angolano da Defesa, João Lourenço, após a assinatura no Pentágono (Washington) do Memorando de Entendimento, que reforça a cooperação no sector da defesa entre EUA e Angola.

Para João Lourenço, o momento com seu homólogo norte-americano, o secretário de Estado para Defesa, James Mattis, marca um instrumento jurídico principal e que deverá abrir todas as portas para atingir a meta.

Segundo o governante angolano, daqui para frente as relações de cooperação no domínio da defesa entre as duas nações poderão conhecer nova dinâmica, com mais acções formativas e colaborativas.

João Lourenço realçou a importância do facto de James Mattis ter agradecido o empenho e autorização do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, para que este protocolo fosse assinado hoje no Departamento de Estado da Defesa dos EUA.

Para João Lourenço isso só foi possível porque Angola encara esta cooperação como “algo muito sério” no estreitamento de relações entre os dois países.

Na sua análise, acredita que todas as partes sairão a ganhar, por proporcionar maior aproximação, destacando que os EUA são potência mundial e sublinhando a posição geoestratégica de Angola na região Austral e dos Grandes Lagos em África.

Sobre o combate ao terrorismo e influências negativas no continente africano, João Lourenço disse que pela localização e respeito que o país goza poderá ser importante a actuação para estabilizar as zonas em conflitos, sobretudo no Golfo da Guiné e África Central.

“Estamos empenhados em procurar ajudar os países dos Grandes Lagos a encontrar a paz de que necessitam, particularmente a RCA, que vive uma situação de instabilidade que já dura há alguns anos, bem como na RDC e Burundi”, realçou.

Lembrou que Angola preside a Região dos Grandes Lagos até Dezembro deste ano e reafirmou que o país vai jogar toda a influência para ajudar esses países a sair da situação em que se encontram.

“Já temos realizado esse esforço e, a partir deste momento que acabamos de assinar este memorando de entendimento, pensamos entrar em acção. Com a parceria dos EUA, vamos cumprir melhor esse papel nos Grandes Lagos”, rematou João Lourenço, que hoje de manhã visitou antes o Cemitério Nacional de Arlington, onde depositou uma coroa de flores no túmulo de soldado desconhecido.

Por seu turno, o secretário de Estado para Defesa dos EUA, James Mattis, em poucas palavras, afirmou que conta com Angola para a efectivação da paz nas zonas em conflito e agradeceu o apoio do Estado angolano na busca da paz no mundo.

Assuntos Política  

Leia também
  • 21/03/2018 19:56:39

    Militantes do MPLA orientados a ser mais dinâmicos

    Huambo - Os militantes do MPLA no Huambo foram, hoje, orientados a ser mais dinâmicos, indo ao encontro dos cidadãos a quem devem transmitir as linhas de força do partido constantes do regulamento e estatuto.

  • 21/03/2018 19:43:14

    João Lourenço já está em Luanda

    Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, regressou na noite desta quarta-feira a Luanda, proveniente de Kigali, República do Rwanda, onde rubricou, na companhia de 53 líderes africanos, o acordo para o lançamento da Zona de Livre Comércio Continental (ZCLC), no âmbito da X Cimeira Extraordinária dos Chefes de Estado e de Governo da União Africana (UA).

  • 21/03/2018 13:12:37

    Líderes juvenis angolanos formados em Moçambique

    Luanda - Vinte jovens angolanos de diversas organizações da sociedade civil, participam em Maputo, Moçambique, na quinta edição de formação de jovens futuros líderes africanos (YALI), evento que entra hoje, quarta-feira, no terceiro dia de actividades.

  • 21/03/2018 12:17:48

    Político considera fundamental conhecimento da história

    Lubango - A necessidade dos jovens conhecerem a história de Angola, incluindo as principais batalhas para a independência nacional e conquista da paz, foi defendida na terça-feira, na província da Huíla, pelo segundo secretário municipal do MPLA no Lubango, Augusto Kwanga.