Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

28 Junho de 2017 | 18h44 - Actualizado em 29 Junho de 2017 | 07h24

Angola: Ministro da Justiça destaca utilidade do novo bilhete de identidade

Luanda - O ministro da Justiça e dos Direitos Humanos, Rui Mangueira, destacou a utilidade da Lei sobre o Regime Jurídico de Identificação Civil e Emissão do Bilhete de Identidade de Cidadão Nacional, cuja proposta foi aprovada hoje (quarta-feira), em Luanda, por unanimidade, pelo Parlamento angolano.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Rui Mangueira - Ministro da Justiça e dos Direitos Humanos

Foto: Clemente dos Santos

O governante fez este pronunciamento à imprensa, no final da 7ª reunião plenária ordinária da 5ª Sessão Legislativa da III Legislatura da Assembleia Nacional, orientada pelo seu presidente, Fernando da Piedade Dias dos Santos.

Segundo o ministro, a virtude do projecto reside no facto da substituição da banda óptica por um microprocessador que terá a capacidade de armazenar muitos mais dados, além da vantagem de incluir elementos não visíveis que irão facilitar a vida dos cidadãos.

“A intenção é a implantação de uma nova plataforma tecnologia, com o objectivo de garantir algumas funcionalidades que permitirão dar mais eficiência na questão do Bilhete de Identidade (BI)”, argumentou.

Acrescentou que com este instrumento, os números de identificação fiscal, de eleitor, de registo de nascimento e o de segurança social poderão ser incorporados no BI.

Todavia, referiu que este processo vai depender de um projecto mais alargado que o Estado deverá desenvolver, no sentido de permitir a comunicação dos dados para serem acoplados apenas num só cartão.

O ministro salientou que uma das vantagens do projecto prende-se com a redução substancial dos gastos em termos de gestão do actual modelo de BI, acrescentando que os futuros cartões poderão durar entre 10 e 20 anos.

Precisou que o projecto, avaliado em 243 milhões de dólares, foi planificado para ser implementado num período efectivo de dois a cinco anos e o seu arranque terá início tão logo a Lei seja publicada.    

O ministro esclareceu que os futuros cartões vão circular em paralelo com o modelo actual, sendo que os bilhetes vitalícios terão uma vigência de cinco anos para a sua substituição.

Leia também
  • 29/01/2019 19:08:17

    Investigadores pedem apoio para divulgação de trabalhos científicos

    Luanda - Responsáveis dos centros de investigação do país solicitaram esta terça-feira apoio aos órgãos competentes do Estado, para a divulgação regular dos seus trabalhos científicos e tornar os seus organismos em unidades orçamentadas.

  • 24/01/2019 18:18:11

    Angola elimina dupla tributação com Portugal e China

    Luanda - O Parlamento angolano aprovou, por unanimidade, os projectos de resolução de acordos para a eliminação da dupla tributação e prevenção da evasão fiscal de impostos sobre rendimentos com Portugal, China e Emirados Árabes Unidos.

  • 24/01/2019 18:11:42

    Executivo incrementa salários dos professores do ensino primário

    Luanda - Mais de 48 mil professores do ensino primário e secundário que auferem 49 mil kwanzas e com perfil para ingressar na carreira técnica superior vão receber AKZ 238.321, no âmbito da aprovação da nova tabela indiciária da função pública.

  • 23/01/2019 19:28:46

    IVA vai potenciar arrecadação de receitas

    Luanda - A introdução do Código do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) no país vai potenciar a arrecadação das receitas públicas referentes ao consumo, afirmou esta quarta-feira, em Luanda, o ministro das Finanças, Archer Mangueira.