Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

30 Julho de 2017 | 10h26 - Actualizado em 30 Julho de 2017 | 10h26

Uíge: Cubanos celebram 64º aniversário do assalto ao Quartel de Moncada

Uíge - A comunidade cubana residente na província do Uíge, celebrou, sábado, nesta cidade, o 64º aniversário do assalto levado a cabo pelos revolucionários na Fortaleza militar de Moncada, em S. Tiago, Cuba, a 26 de Julho de 1953.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

No acto político e cultural que contou com a presença da Vice-governadora do Uíge para o Sector Politico e Social, Maria Fernanda da Silva e Silva, e do Comandante da Região Militar Norte, Tenente General David Cavanda, o coordenador provincial da comunidade cubana no Uíge, Yasser Vargas Guverra, destacou a importância da data e a bravura demonstrada pelo povo cubano em defesa da liberdade, bem como a melhoria das condições de vida dos habitantes da Ilha de Cuba.

O responsável disse que o momento é impar na vida da população cubana, visto que marcou o caminho para uma nova era na conquista da independência nacional e o alcance da estabilidade no país.
“Não podemos deixar passar este momento despercebido, mas sim relembrar e render homenagem aos heróis que tanto lutaram contra a opressão em busca da liberdade e melhores condições de vida”, disse.

Por seu turno, a Vice-governadora do Uíge, Maria Fernanda da Silva e Silva, destacou o contributo dado pelo povo cubano à luta do povo angolano contra o colonialismo português e na guerra contra as forças invasoras sul-africanas do tempo apartheid.

A governante encorajou a comunidade Cubana a manter acesa a chama da bravura e determinação dos heróis que  deram o melhor de si para o bem da maioria das populações daquele país irmão.

A governante destacou a parceria com a Repúbica de Cuba na formação de quadros, com destaque para os sectores da educação e saúde.

“Todos devemos resguardar os laços históricos e de amizade existentes entre os dois povos, solidificando com actos positivos em diferentes áreas de actuação e aumentar assim a solidariedade e coesão social entre os dois países”, afirmou.

O histórico assalto ao Quartel de Moncada, em S. Tiago, aconteceu no dia 26 de Julho de 1953 durante um carnaval, tendo a acção sido levada a cabo pelo ex-presidente Fidel Castro e outros revolucionários.

O objectivo era destruir o regime repressivo que predominava na  Ilha de Cuba, tudo em busca da liberdade e melhores condições de vida das populações.

 

Leia também
  • 05/02/2019 05:43:18

    Pinda Simão enaltece sacrifício dos nacionalistas

    Uíge - O governador provincial do Uíge, Pinda Simão, enalteceu o empenho dos heróis de 04 de Fevereiro, que deram à sua vida e consentiram sacrifícios para o alcance da independência nacional.

  • 04/02/2019 07:19:34

    Unita apela a participação nas tarefas das eleições autárquicas

    Uíge - O secretário da Unita no Uíge, Félix Simão Lucas, apelou, sábado, na aldeia Culo, 27 quilómetros a nordeste da cidade do Uíge, a população da província a participar, de forma activa, nas tarefas de preparação das eleições autárquicas, a decorrer no país em 2020.

  • 31/01/2019 18:15:02

    Antiga administradora do Songo no Uíge detida por crime de peculato

    Uíge - A antiga administradora do município do Songo, na província do Uíge, Adelina Figueiredo Alexandre Pinto, foi detida quarta-feira, nesta cidade, pela Procuradoria Geral da República (PGR), acusada na prática dos crimes de peculato e falsificação de documentos durante o seu mandato.

  • 21/01/2019 18:58:30

    Dificuldades financeiras obstaculizam projectos sociais

    Uíge - O governador do Uíge, Pinda Simão, reconheceu a existência de dificuldades financeiras na implementação dos projectos sociais previsto para a província e apelou à inteligência dos administradores municipais, para contrapor a situação.