Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

13 Agosto de 2017 | 16h20 - Actualizado em 14 Agosto de 2017 | 09h09

Eleições/2017: CPE entrega credenciais aos mandatários de partidos políticos

Luanda - Os mandatários das formações partidárias UNITA, APN e CASA-CEE, concorrentes às eleições de 23 deste mês receberam, simbolicamente, hoje (domingo), da Comissão Provincial Eleitoral (CPE), as credenciais dos seus delegados de lista, a nível de Luanda.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

CPE de LUANDA ENTREGA CREDENCIAIS OAS PARTIDOS POLÍTICOS

Foto: Joaquina Bento

Manuel Pereira da Silva, Presidente da Comissão Província Eleitoral de Luanda

Foto: Joaquina Bento

Estiveram ausentes do acto os representantes do MPLA, FNLA e PRS.

A entrega foi feita pelo presidente da CPE de Luanda, Manuel Pereira da Silva, que no final do encontro revelou que Luanda tem 44 mil 364 pedidos de emissão de credenciais, dos quais, 24 mil e 078 documentos já foram emitidos.

O responsavel deu a conhecer que o MPLA, FNLA e PRS poderão receber as suas credenciais nos seus respectivos municípios.

Manuel Pereira da Silva fez saber que estão por emitir um total de 20 mil 286 credenciais que devem estar prontas nas próximas horas.

Informou que houve um incidente com a emissão do credenciamento de um delegado de lista da UNITA, do município do Cacuaco, por erro no preencher do formulário facilitador, tornando inviável o seu registo.

“O preenchimento não está em conformidade, por isso nós vamos remeter este expediente à Comissão Nacional Eleitoral que saberá encontrar uma forma de se ultrapassar este problema”, disse.

A lei estabelece que, para credenciamento dos delegados de lista, devem ser fornecidos, obrigatoriamente, o nome, número de registo eleitoral e a assembleia de voto onde este deverá exercer a sua função.

Cada partido político tem direito a um delegado e um suplente, por mesa de voto, cuja missão é fiscalizar os actos eleitorais.

Assuntos CNE   Eleições  

Leia também