Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

07 Outubro de 2017 | 14h40 - Actualizado em 07 Outubro de 2017 | 17h24

Cuanza Sul: Governador enaltece relações entre Angola e Cuba

Sumbe - O governador provincial do Cuanza Sul, Eusébio de Brito Teixeira ,enalteceu hoje, Sábado, na cidade do Sumbe, província do Cuanza Sul, as relações entre Angola e Cuba nos domínios militar, Saúde e Educação, durante a luta de libertação nacional e do conflito armado.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Governador do Cuanza Sul, Eusébio de Brito Teixeira

Foto: Pedro Parente

 O governador fez esse pronunciamento, durante cerimónia de despedida da embaixadora cubana em Angola, Gizela Radiela, referindo  não  exisitir fronteiras entre os dois povos, tendo em conta  as  relações  de amizade  e cooperação mantidas  entre as nações nos mais váriados dominios.

No quadro desta  relação, o govenante  destacou o papel  que este  país da  América  exerceu, na província do Cuanza  Sul,  durante  a  batalha  do Ebo, onde morreram muitos combatentes  de ambas as partes  e em 1984.

"Cuba exerceu m grande papel quando houve um ataque  a cidade do Sumbe. Se não fosse os cubanos naquela altura as forças inimigas  teriam ocupado  a cidade por algumas horas. Derramaram o seu sangue,  dai que, nós devemos reconhecer todo esse mérito que eles conquistaram com seu saber a sua entrega em prol da defesa do povo angolano", enalteceu o governante.   

Ao intervir neste acto,  a embaixadora, Gizela Radiela, disse que saí de Angola com dever cumprido,  considerando ser um país irmão de Cuba, e  que agora  está  a jogar um papel importante na recuperação e reconstrução das suas principais  infra-estruturas,com destaque  nos domínios da Saúde e da Educação, sectores  que apoiam há muitos  anos.


"A  província do Cuanza Sul  tem uma marca histórica para o povo cubano, por isso, escolhemos para  albergar a cerimónia  da  minha despedida. Foi aqui onde muitos companheiros tiveram  um papel importante durante a luta de libertação nacional , onde tombaram muitos combatentes e mesmo chefes  de alta patente militar,  que na devida altura estavam ajudar Angola no alcance da independência nacional",  referiu.


Acrescentou que, Angola  deve continuar  a  trabalhar para o  desenvolvimento sócio económico e  para o bem –estar das  populações,  construindo novas cidades,  infra-estruturas, escolas, hospitais, estradas e pontes, caminhando rumo ao desenvolvimento.

Participaram na cerimónia, generais do exército, membros do governo, comunidade cubana residente na província  e sociedade civil.

A província do Cuanza Sul controla mais de 150  cubanos, que estão distribuídos nos ramos da saúde, educação  e construção civil .



 
 

Leia também