Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

12 Outubro de 2017 | 21h11 - Actualizado em 12 Outubro de 2017 | 22h42

Cuanza Norte: Governador pede contribuição de partidos políticos

Ndalatando - O governador do Cuanza Norte, José Maria Ferraz dos Santos, pediu na quinta-feira, em Ndalatando, aos partidos políticos e coligação de partidos políticos com assento parlamentar, sediados na província, no sentido de contribuírem para o desenvolvimento da região.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Cuanza Norte: Governador provincial, José Maria dos Santos, confraterniza com representantes de partidos políticos

Foto: Diniz Simão

O apelo foi feito durante o encontro que manteve com os responsáveis provinciais dos partidos MPLA, UNITA, PRS, FNLA e da Coligação CASA-CE, à convite do mesmo, no qual foi aflorado a situação política e social da região.

Durante o encontro, que decorreu numa das unidades hoteleiras de Ndalatando, José Maria dos Santos, reafirmou a abertura do governo da província na partilha de conhecimentos e de preocupações para que se possa, de forma conjunta, trabalhar para o desenvolvimento da região.

“O governo local quer manter um diálogo fluído, positivo e construtivo com as organizações políticas, visando a busca conjunta de soluções dos principais problemas que afligem as populações”, frisou.

O governador falou também da necessidade da preservação da paz e do respeito pelas diferenças, convidando os secretários dos partidos políticos a contribuírem nas acções do Governo nos diferentes domínios, com propostas e críticas construtivas, no âmbito do Conselho de Auscultação e Concertação Social, de que foram convidados a fazerem parte.

Por sua vez, os representantes das organizações políticas prometeram cooperar com o governo da província visando a busca conjunta, de soluções para os problemas da população.

O secretário provincial da Unita, Francisco Fernandes “Falua”, que enalteceu esta iniciativa do governador, precisou que os partidos políticos têm um papel importante para as definições de políticas da governação local.

“Este encontro representa a necessidade do próprio Governo em dialogar com todas as forças políticas da Nação porque são parceiros do Governo e podem ajudar a desenvolver a província,  não só, do ponto de vista social, mas, sobretudo, do ponto de vista político”, sublinhou.

Já o secretário provincial da FNLA, Fernando Caculo, mostrou-se igualmente satisfeito pelo convite, frisando que tanto a oposição como o Governo almejam o bem-estar da população angolana, daí a sua contribuição

O mesmo, que se congratulou com a recondução de José Maria dos Santos ao cargo de governador provincial, disse esperar que as dificuldades no fornecimento de água e energia eléctrica às populações, o problema do saneamento básico, a degradação das vias de acesso, sobretudo no interior da província, o funcionamento das unidades sanitárias tenham primazia na agenda de governação deste novo mandato.

Por sua vez, o secretário para a Informação do Comité Provincial do Cuanza Norte do MPLA, Manuel António Gaspar Domingos, considerou o gesto do governador como um convite a unidade dos partidos políticos, em torno do desenvolvimento da província, visto serem todos constituídos por angolanos, cidadãos da mesma pátria.

Sublinhou que iniciativas do género contribuem para aconchegar, cada vez mais, os angolanos, independentemente da sua filiação partidária.

O encontro terminou com um almoço de confraternização oferecido pelo governador do Cuanza Norte, José Maria Ferraz dos Santos, às delegações dos partidos UNITA, PRS, FNLA e CASA-CE, encabeçados pelos respectivos secretários provinciais.

Este foi o primeiro encontro entre o governador do Cuanza Norte e representantes de partidos políticos e coligação de partidos políticos com assento parlamentar, implantados na província, desde a realização das eleições gerais a 23 de Agosto último, ganhas pelo MPLA com 61,08 por cento dos votos.

Leia também