Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

12 Outubro de 2017 | 18h23 - Actualizado em 12 Outubro de 2017 | 18h23

Polícia Nacional redobra acções de combate aos crimes violentos no país

Lubango - O Comando Geral da Polícia Nacional (PN) vai continuar a incrementar acções de combate à criminalidade violenta, através da aquisição de novos meios e potenciação dos recursos humanos disponíveis, visando melhorar e aprimorar cada vez mais a manutenção da ordem e da tranquilidade públicas no país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Salvador Rodrigues - Segundo Comandante Geral da Polícia Nacional

Foto: Joaquina Bento

O facto foi reafirmando hoje, quinta-feira, à imprensa no Lubango pelo segundo comandante-geral da PN para a área de Protecção e Intervenção, Salvador Rodrigues, após um encontro mantido com o Conselho Alargado daquele órgão do Minint, no quadro da sua visita de três dias à província da Huíla, onde avalia o andamento técnico e operacional da corporação.

Segundo o oficial superior, a Polícia Nacional, de forma paulatina, vai reequipar as forças no intuito de acabar ou diminuir os obstáculos, nomeadamente os furtos, roubos, assalto a mão armada, entre outras práticas que possam perturbar a população.

Relativamente à situação criminal, na Huíla, considerou de calma, uma vez que os efectivos têm controlada a situação operativa nos 14 municípios da província, impondo a ordem que se pretende.

“O crime na província está numa percentagem muito baixa, não é assustador, está tudo sob controlo, não há com que se preocupar pois tem uma média de dois a três casos por dia”, disse.

Numa abordagem sobre a questão técnica e operacional, isto é, meios para a actividade da corporação, Salvador José Rodrigues assinalou haver um esforço do ministério do Interior e do Comando Geral, no sentido de dotar todos os comandos provinciais com os meios necessários por formas a que as esquadras, unidades operativas, unidade de trânsito e de todas os órgãos que concorrem para o combate ao crime possam desenvolver a sua acção com eficácia.

Entretanto, manifestou-se ainda preocupado pelo facto de a Huíla registar inúmeros casos de acidentes de viação, alguns dos quais provocados pelo mau estado técnico de algumas viaturas.  

No quadro da sua visita, o segundo comandante-geral da Polícia Nacional manteve um encontro de cortesia com o governador, João Marcelino Tyipinge.

Leia também
  • 21/03/2018 12:17:48

    Político considera fundamental conhecimento da história

    Lubango - A necessidade dos jovens conhecerem a história de Angola, incluindo as principais batalhas para a independência nacional e conquista da paz, foi defendida na terça-feira, na província da Huíla, pelo segundo secretário municipal do MPLA no Lubango, Augusto Kwanga.

  • 13/03/2018 18:24:40

    Defendida transferência do mercado fronteiriço do Luvo

    Mbanza Kongo - A necessidade da transferência do mercado fronteiriço do Luvo, para uma área que oferece maior segurança em termos de manobras policiais, foi defendida na segunda-feira, pelo segundo comandante provincial do Zaire da Polícia Nacional, Pedro André Nquiambi.

  • 11/03/2018 12:32:04

    Huíla: Deputado disserta no Lubango sobre Autarquias Locais

    Lubango - As autarquias locais são um elemento fundamental para melhor organização de um Estado democrático, pois não constitui apenas um poder administrativo burocrático, mas um poder democrático-constitucional, considerou, sábado, no Lubango, o deputado do MPLA, pelo círculo provincial da Huíla, Vigílio Tyova.

  • 05/03/2018 19:25:05

    Zaire: Detidos mais de cem cidadãos da RDC

    Mbanza Kongo - Cento e oito cidadãos da República Democrática do Congo (RDC) foram detidos, nos últimos três dias, pela Polícia de Guarda Fronteiras de Angola (PGFA) estacionada no posto fronteiriço do Luvo, município de Mbanza Kongo, província do Zaire.