Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

28 Janeiro de 2018 | 22h06 - Actualizado em 29 Janeiro de 2018 | 10h49

Etiópia: João Lourenço estreia-se na UA

Addis-Abeba (Dos enviados especiais) - Sob olhar atento de mais de 50 Chefes de Estado e de Governo da União Africana (UA) e altas entidades da ONU, o Presidente da República, João Lourenço, estreou-se, neste domingo, em Addis-Abeba, no mais importante fórum de concertação política de África.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Etiópia: Presidente da República, João Lourenço, durante a 30ª Sessão Ordinária da Conferência dos Chefes de Estado e Governo da União Africana (UA).

Foto: Pedro Parente

Eleito no cargo em 2017, na sequência das Eleições Gerais de 23 de Agosto, o estadista angolano foi um dos quatro "novos rostos" da UA chamados a intervir na cerimónia de abertura da 30ª Sessão Ordinária da Conferência dos Chefes de Estado e de Governo.

João Lourenço fez uma intervenção de aproximadamente oito minutos, tendo ressaltado, no seu discurso, os ganhos produzidos com a reforma institucional em curso na organização continental.

O Presidente Angolano, que interveio depois de outros influentes líderes políticos de África e da ONU, deu acento tónico à questão dos conflitos e do combate à pobreza no continente, tendo pedido, por outro lado, acções mais concretas para mudar a imagem de África no mundo.

Nessa sua primeira aparição na sede da UA, na qualidade de Chefe de Estado, João Lourenço reafirmou o engajamento de Angola para com a União Africana (UA), e reiterou a disponibilidade dos angolanos contribuírem para que a África ser torne mais eficiente.

Saudou as medidas implementadas por Alpha Condé, Presidente da República da Guiné e Presidente cessante da União Africana, tendo realçado os "notáveis avanços" que imprimiu, particularmente no domínio da Paz e Segurança, e Luta contra o terrorismo.

No seu dia de estreia como Presidente da República, na UA, João Lourenço disse ter sido uma honra tomar parte dos trabalhos da Conferência dos Chefes de Estado.

"Sinto-me bastante honrado em fazer uso da palavra nesta Magna Assembleia", declarou.

Além de João Lourenço, tomaram também a palavra, na qualidade de Presidentes estreantes na UA, os Chefes de Estado do Zimbabwe, Emmerson Mnangagwa, e da Libéria, George Weah, que a par do estadista angolano foram eleitos recentemente.

De igual modo, interveio o Presidente do Benin, Patrice Talon, que, não tendo sido eleito recentemente,  nunca esteve na maior cimeira da UA.

Entretanto, ainda hoje João Lourenço desenvolveu intensa actividade paralela com parceiros africanos e mundiais, tendo mantido contacto com homólogos e dirigentes de empresas influentes no continente.

O Presidente angolano manteve encontro com o homólogo das Ilhas Seychelles Danny Faure, o Presidente do Conselho da Organização Internacional da Aviação Civil, Bernard Aliu, e o Presidente da Comissão da União Africana, Moussa Faki Mahama.

Encontrou-se ainda com o Presidente do Egipto, Abdul Fatah Khalil Al-Sisi, o responsável da
Ethiopian Airlines, e com a Comissária da União Africana para a Agricultura, Desenvolvimento Rural e Ambiente, a angolana Josefa Sacko .

Na mesma senda, participou de uma gala para premiar os países que se empenharam na luta contra a malária, na qual ofereceu lembranças a alguns países, além de ter dado uma réplica do Pensador em bronze (símbolo da cultura angolana) à União Africana.

A oferta foi recebida pelo Presidente da Comissão da União Africana, Moussa Faki Mahama.

A 30ª Cimeira dos Chefes de Estado e de Governo da UA decorrer sob o lema "Vencer a Luta Contra a Corrupção: Um Caminho Sustentável para a Transformação de África".

Entre os documentos a analisar, constam os relatórios do Conselho de Paz e Segurança, as suas actividades e Ponto da Situação em África, assim como o respeitante ao Comité de Alto Nível para a Líbia, a cargo do Presidente congolês, Denis Sassou Nguesso.

De igual modo, devem ser apreciados o documento sobre as Questões da Zona de Comércio Livre Continental (ZCLC), sobre o qual se pronunciará o Presidente da República do Níger, Mahmadou Issoufou, e o Chefe de Estado gabonês, Ali Bongo Ondimba, sobre Alterações climáticas.

O relatório relativo à Promoção de Parcerias entre a União Africana e a Organização das Nações Unidas para o Reforço das Capacidades em Matéria de Operações de Manutenção de Paz vai ser apresentado pelo Presidente Jacob Zuma, da África do Sul

Assuntos Cimeira  

Leia também
  • 18/08/2018 19:18:13

    Presidente da Assembleia Nacional já está em Luanda

    Luanda - O Presidente da Assembleia Nacional, Fernando da Piedade Dias dos Santos, regressou hoje, sábado, ao país, depois de ter participado, na cidade de Windhoek (Namíbia), na 38ª Cimeira dos Chefes de Estado e de Governo da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), que decorreu de 17 a 18 do corrente mês.

  • 18/08/2018 15:02:37

    Presidente da República regressa a Luanda

    Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, regressou ao princípio da tarde deste sábado a Luanda, proveniente de Windhoek, onde participou, de 17 a 18 do presente, na 38ª Cimeira Ordinária dos Chefes de Estado e de Governo da SADC.

  • 17/08/2018 18:42:28

    Executivo define políticas de valorização da juventude - Ana Dias Lourenço

    Windhoek (Dos enviados especiais) - O Executivo angolano tem definido políticas concorrentes para à capacitação e valorização da juventude, informou nesta sexta-feira, em Windhoek (Namíbia), a primeira-dama da República, Ana Dias Lourenço.

  • 17/08/2018 17:07:00

    Paz constitui principal desafio da SADC

    Windhoek (Dos enviados especiais) - O Chefe de Estado sul-africano, Cyril Ramaphosa, considerou a paz e segurança como os principais desafios para a região austral de África.