Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

10 Fevereiro de 2018 | 10h19 - Actualizado em 10 Fevereiro de 2018 | 10h39

Angola participa na 66ª sessão do National Prayer Breakfast nos EUA

Washington - O embaixador de Angola nos Estados Unidos da América (EUA), Agostinho Tavares, participou no dia 8 de Fevereiro, deste ano, na 66ª sessão do National Prayer Breakfast (pequeno-almoço de oração), realizado em Washington D.C.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O National Prayer Breakfast é um evento realizado em todas as primeiras quinta-feira do mês de Fevereiro, sendo que na edição deste ano contou também com participação da jurista angolana Maria Luísa Abrantes.

A actividade, que acontece anualmente no Washington Hilton Hotel, na capital federal dos EUA, é organizada pela Fundação Fellowship, um grupo cristão conservador acolhido pelo Congresso americano.

Segundo uma nota da Embaixada dos EUA, chegada hoje, sábado, à Angop, embaixador Agostinho Tavares, que assistiu ao evento pela quarta vez, considerou o encontro um momento muito especial, tendo ressaltado os pressupostos da fé e a revisão de conceitos e valores morais que encerra o evento, uma autêntica manifestação de amor ao próximo. 

O porta-voz da Fellowship Foundation, Larry Ross, disse que este ano, o tradicional National Prayer Breakfast contou com a participação de mais de 3.800 pessoas em representação de 130 países e territórios, além de delegados oriundos de diferentes Estados dos EUA.

Fez saber que estiveram no encontro médicos, advogados, diplomatas, líderes empresariais, entre indivíduos de outras individualidades, com destaque para a presença da primeira-dama do Ruanda, Jeannette Kagame, que liderou um momento de oração no evento e convocou o mundo a abraçar o amor no lugar do ódio.

O presidente dos EUA, Donald Trump, foi o principal orador, que no seu discurso realçou o sucesso do seu país na luta contra o ISIS e a defesa das liberdades religiosas.

“Quando os americanos são capazes de viver pelas suas convicções para falar abertamente da sua fé e ensinar os seus filhos o que é certo, as nossas famílias prosperam, as nossas comunidades florescem e a nossa nação pode conseguir qualquer coisa”, salientou Donald Trump.

De acordo com Donald Trump, muito trabalho ainda há para fazer, por isso nunca se pode descansar até estar completamente concluído.

O discurso solene de Donald Trump também se concentrou na tragédia que os furacões Harvey e Irma causaram nos EUA, nos incêndios ao oeste do país, o tiroteio de Las Vegas e a epidemia de opiáceos, destacando a história de uma família que convidou para assistir ao seu pronunciamento sobre o Estado da União.

A tradição da realização deste evento começou em 1953, quando os membros do Congresso dos EUA convidaram o Presidente Dwight D. Eisenhower para se juntar a eles num pequeno-almoço, tendo em conta os mandamentos da Lei de Deus, baseados no Amor e Respeito ao Próximo, Justiça, Perdão, Paciência e Tolerância.

O ambiente caloroso daquele primeiro encontro fez com que o evento tivesse continuidade, anualmente, hospedado e dirigido por membros dos grupos de oração no Senado e na Câmara dos Deputados dos EUA, que convidam pessoas de cada Estado e de muitas nações para se juntarem ao Presidente americano para este momento especial de comunhão e oração.

Inicialmente chamado de Oração Presidencial do período da manhã, o nome foi mudado em 1970 para Pequeno-Almoço de Oração (National Prayer Breakfast).

Assuntos Diplomacia  

Leia também
  • 19/03/2018 19:01:08

    Embaixador de Angola efectua contactos bilaterais na Gâmbia

    Banjul - O embaixador de Angola na Gâmbia, Daniel Rosa, efectua desde o dia 15 do corrente mês, em Banjul, contactos bilaterais com alguns homólogos acreditados neste país, no âmbito do início das funções diplomáticas.

  • 18/03/2018 18:50:57

    Rússia pretende reforçar cooperação com Angola, afirma embaixador

    Luanda - A Rússia pretende aumentar nos próximos tempos a cooperação com Angola em vários domínios, que resultem em vantagens recíprocas e supere o volume actual de negócios entre os dois países que ronda em cerca de 200 milhões de dólares.

  • 16/03/2018 21:16:26

    Acreditado embaixador de Angola na Gâmbia

    Banjul - O embaixador de Angola na República da Gambia, Daniel Rosa, entregou as cartas credenciais ao Presidente gambiano, Adama Barrow, dando início de funções diplomáticas neste país africano.

  • 15/03/2018 16:01:52

    Embaixador angolano apresenta Cartas Figuradas

    Bamako - O embaixador extraordinário e plenipotenciário de Angola na República do Mali, Mário Feliz, apresentou nesta quinta-feira, em Bamako, as copias Figuradas das Cartas Credenciais ao ministro da Diplomacia e Cooperação deste país, Tieman Hubert Coulibaly.