Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

11 Fevereiro de 2018 | 20h00 - Actualizado em 11 Fevereiro de 2018 | 19h59

O móbil dos indivíduos detidos perto da residência do vice-presidente foi uma tentativa de roubo

Luanda - Tudo indica que o móbil das cinco pessoas que foram detidas na semana passada próximo da residência do vice-presidente da República, Bornito de Sousa, no condomínio “Jardim de Rosas”, em Luanda, com material suspeito dentro de uma viatura, foi uma tentativa de roubo no referido condomínio, revelou hoje à ANGOP uma fonte oficial.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O advogado dos detidos, Sebastião Assurreira, em declarações à imprensa privada nacional e estrangeira, alegou que os mesmos são operários, mas as autoridades contrapõem com o facto de, na carrinha em que os mesmos foram encontrados, não ter sido achado nenhum material de construção, mas apenas uma metralhadora automática AKÁ, uma catana, luvas, gorros e fita adesiva.

Assurreira acrescentou que os seus clientes estão a ser supostamente acusados de “tentativa de assassinato do vice-presidente da República”, mas a fonte da ANGOP descartou categoricamente essa hipótese. A mesma observou que ainda não existe qualquer acusação formal, pois as investigações não foram concluídas, mas insistiu que o móbil mais plausível dos detidos era a tentativa de roubo.

O facto de estarem estacionados perto da residência do vice-presidente angolano, comentou igualmente a nossa fonte, “parece ter sido apenas uma coincidência, mas é imperioso apurar completamente o acontecido”.

O condomínio “Jardim de Rosas”, note-se, situa-se numa área de Luanda onde, ultimamente, têm sido frequentes os roubos e sequestros. “Como os indivíduos foram detidos perto da residência do vice-presidente, os factos têm de ser investigados com especial rigor”, observou a fonte.

A ANGOP sabe que os meios que noticiaram este facto, em Angola e Portugal, não ouviram quaisquer fontes oficiais.

Leia também
  • 21/03/2018 12:06:13

    Amangola pretende reactivar diálogo sobre combate à corrupção

    Luanda - Reavivar e tornar sustentável o diálogo permanente em torno dos desafios do combate à corrupção, ao nepotismo e branqueamento de capitais, nas províncias e junto das comunidades angolanas no estrangeiro, vai ser prioridade da União das Associações de Angola (Amangola).

  • 14/03/2018 13:29:09

    Enaltecido desempenho dos primeiros presidentes de Angola e Cuba

    Luanda - O papel desempenhado por António Agostinho Neto e Fidel Castro Ruz, primeiros presidentes de Angola e Cuba, na luta pela liberdade e independência de alguns países de África, foi enaltecido durante uma palestra realizada nesta quarta-feira, no bairro da Kinanga, distrito da Ingombota, em Luanda.

  • 09/03/2018 18:12:41

    CASA-CE defende realojamento dos cidadãos

    Luanda - A necessidade de realojamento dos cidadãos que habitam em zonas de risco, por formas a salvaguardar vidas humanas, foi defendida nesta sexta-feira, em Luanda, pelo presidente da Convergência Ampla de Salvação de Angola - Coligação Eleitoral (CASA-CE), Abel Chivukuvuku.

  • 05/03/2018 00:12:03

    Angola: MPLA consternado com a morte de militantes

    Luanda - O Secretariado do Bureau Político do MPLA manifesta a sua desolação, pela morte de cinco militantes da Organização da Mulher Angolana (OMA) e o ferimento de outras 27, vítimas do acidente de viação, ocorrido sábado, dia três de Março de 2018, na província do Huambo.