Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

14 Fevereiro de 2018 | 09h19 - Actualizado em 14 Fevereiro de 2018 | 09h44

Presidente da República segue para RDC

Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, deixou, às 09h18 desta quarta-feira, Luanda, com destino a Kinshasa, onde vai participar em mais uma mini-cimeira sobre a situação na República Democrática do Congo (RDC).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Presidente da República, João Lourenço, a caminho do Congo Democrático

Foto: Pedro Parente

No Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, o Chefe de Estado recebeu cumprimentos de despedida do Vice-presidente da República, Bornito de Sousa, do presidente do Tribunal Constitucional, Manuel Aragão, do governador de Luanda, Adriano Mendes de Carvalho, de membros do executivo e de altos funcionários da Presidência da República.

Em Kinshasa, o estadista angolano vai juntar-se aos presidentes da RDC, Joseph Kabila, e do Congo, Denis Sassou N'Guesso, no âmbito das consultas regulares realizadas entre os três chefes de Estado de países membros da Conferência Internacional sobre a Região dos Grandes Lagos (CIGRL).

Na base das permanentes consultas está, entre outros pontos, a remarcação das eleições gerais na RDC, que passaram de  31 de Dezembro de 2017 para  23 de Dezembro de 2018, facto que desagrada a oposição.

Essa situação levou a que a oposição exigisse a saída do Presidente Kabila que constitucionalmente está impedido de voltar a concorrer a mais um mandato presidencial, havendo, entretanto, da parte do Presidente Kabila o comprometimento de cumprir o calendário eleitoral para o pleito de Dezembro próximo.

Essa posição do estadista da RDC já havia sido manifestada aos homólogos de Angola e do Congo, durante uma cimeira sobre o mesmo tema, realizada em Dezembro de 2017, em Brazzaville.

Desde então os dois países vizinhos seguem de perto o processo, no sentido de ajudarem e junto da comunidade internacional poderem ser garante de que os objectivos que todos almejam (eleições livres e justas) possam ser alcançados a 23 de Dezembro deste ano. 

Leia também
  • 08/11/2018 17:21:25

    Reino Unido confirma financiamento a Angola

    Luanda - A baronesa britânica Lindsay Northover, enviada especial da primeira-ministra, Theresa May, confirmou hoje, quinta-feira, que o governo do seu país tem disponível para Angola financiamento para projectos nos sectores da energia e saúde.

  • 08/11/2018 10:59:47

    Petrolífera ENI reafirma investimento em Angola

    Luanda - A multinacional do sector petrolífero ENI vai continuar a investir em Angola, um mercado onde, nos últimos 12 meses, a empresa registou um aumento da sua produção na ordem dos 50 mil barril/dia.

  • 08/11/2018 10:59:42

    Campus Universitário da UAN retoma obra da Fase 1

    Luanda - Os trabalhos de conclusão da Fase 1 das instalações do Campus Universitário da Universidade Agostinho Neto (UAN), no distrito urbano da Cidade Universitária, à Camama, em Luanda, vão ser retomadas em breve, dependendo unicamente da abertura do respectivo concurso público.

  • 08/11/2018 10:59:35

    PR aprova crédito adicional para Mecanagro e Sopir

    Luanda - Três mil milhões de Kwanzas é o valor do crédito adicional aprovado pelo Presidente da República, João Lourenço, para permitir o pagamento dos salários em atraso e da contribuição devida ao Instituto Nacional de Segurança Social, dos trabalhadores das empresas Mecanagro e Sopir - Sociedade de Desenvolvimento dos Perímetros Irrigados.