Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

12 Fevereiro de 2018 | 17h39 - Actualizado em 12 Fevereiro de 2018 | 19h26

PR ausculta membros da sociedade civil

Luanda - A colaboração das igrejas nos programas do Executivo nos sectores da educação e saúde dominou os encontros, em separado, que o Presidente da República, João Lourenço, teve nesta segunda-feira com entidades religiosas, representantes juvenis e um Colégio de Anciãos.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Arcebispo de Luanda da Igreja Católica, Dom Filomeno Viera Dias

Foto: Pedro Parente

PR, João Lourenço (à dir.), recebe Arcebispo da Arquidiocese de Luanda, Dom Filomeno Vieira Dias

Foto: Pedro Parente

Em audiências no Palácio Presidencial, o Chefe de Estado angolano recebeu o arcebispo de Luanda, Dom Filomeno Vieira Dias, os bispos das igrejas Metodista Unida, Gaspar João Domingos e de Nosso Senhor Jesus Cristo no Mundo (Tocoista), Afonso Nunes.

Foram igualmente recebidos pelo Chefe de Estado representantes do Conselho Nacional da Juventude e membros do Colégio dos Anciãos, liderado França Van-Dúnem.

Em declarações à imprensa, no final da audiência, Dom Filomeno Vieira Dias valorizou a interacção do Presidente João Lourenço com os membros da sociedade civil.

Para o arcebispo de Luanda (Igreja Católica), o encontro com o Titular do Poder Executivo permitiu passar em revista assuntos relacionados com a participação social da igreja nos segmentos de educação e da saúde.

Entretanto, o bispo da Igreja Metodista Unida, Gaspar João Domingos, manifestou a disponibilidade da instituição em manter a colaboração com o Executivo com base em programas, fundamentalmente, nos sectores da educação e saúde.

Comprometeu-se, em nome da Igreja Metodista, em continuar a evangelizar, esperando que os cidadãos adquiram valores cristãos.

Já o bispo Dom Afonso Nunes informou que transmitiu ao Presidente da República a visão da Igreja Tocoista sobre a Nação, além de ter aproveitado a ocasião para falar das celebrações do centenário do nascimento do profeta Simão Toco, cuja cerimónia será realizada na província do Uíge este mês.

Isaías Kalunga, do Conselho Nacional da Juventude, disse ter transmitido ao Chefe de Estado as principais preocupações que afligem os jovens do país, entre as quais as relacionadas com o emprego e a educação.

Da parte do Colégio dos Anciãos o Presidente conversou com um grupo liderado por França Van-Dúnem, que já exerceu as funções de primeiro-ministro da República.
 

França Van-Dúnem disse ter informado ao mais alto mandatário da Nação algumas preocupações que afligem o Colégio dos Anciãos, bem como transmitiu a solidariedade do grupo novo ao Executivo.
 

Leia também
  • 08/11/2018 17:21:25

    Reino Unido confirma financiamento a Angola

    Luanda - A baronesa britânica Lindsay Northover, enviada especial da primeira-ministra, Theresa May, confirmou hoje, quinta-feira, que o governo do seu país tem disponível para Angola financiamento para projectos nos sectores da energia e saúde.

  • 08/11/2018 10:59:47

    Petrolífera ENI reafirma investimento em Angola

    Luanda - A multinacional do sector petrolífero ENI vai continuar a investir em Angola, um mercado onde, nos últimos 12 meses, a empresa registou um aumento da sua produção na ordem dos 50 mil barril/dia.

  • 08/11/2018 10:59:42

    Campus Universitário da UAN retoma obra da Fase 1

    Luanda - Os trabalhos de conclusão da Fase 1 das instalações do Campus Universitário da Universidade Agostinho Neto (UAN), no distrito urbano da Cidade Universitária, à Camama, em Luanda, vão ser retomadas em breve, dependendo unicamente da abertura do respectivo concurso público.

  • 08/11/2018 10:59:35

    PR aprova crédito adicional para Mecanagro e Sopir

    Luanda - Três mil milhões de Kwanzas é o valor do crédito adicional aprovado pelo Presidente da República, João Lourenço, para permitir o pagamento dos salários em atraso e da contribuição devida ao Instituto Nacional de Segurança Social, dos trabalhadores das empresas Mecanagro e Sopir - Sociedade de Desenvolvimento dos Perímetros Irrigados.