Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

05 Novembro de 2018 | 19h51 - Actualizado em 05 Novembro de 2018 | 20h09

"Notícias do Palácio" de Luís Fernando já no mercado

Luanda - O escritor Luís Fernando lançou esta segunda-feira, em Luanda, o seu mais recente livro intitulado "Notícias do Palácio - O Primeiro ano de Mandato do Presidente João Lourenço", com mil exemplares.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Escritor Luís Fernando apresenta obra "Notícias no palácio - O primeiro ano de mandato do Presidente João Lourenço"

Foto: Henri Celso

Obra de Luís Fernando "Notícias no palácio - O primeiro ano de mandato do Presidente João Lourenço"

Foto: Henri Celso

Com 476 páginas, a apresentação deste romance esteve a cargo do sociólogo Laurindo Vieira, numa cerimónia de lançamento, venda e sessão de autógrafos que teve lugar no Memorial António Agostinho Neto.

Laurindo Vieira referiu que o livro pode ser enquadrado em várias áreas do conhecimento, entre as quais a chamada memórias sociais, enquanto área científica que aborda as questões sociais e as memórias colectivas e individuais.

O livro, do igualmente secretário do Presidente da República para os Assuntos de Comunicação Institucional e Imprensa, segundo o apresentador, “narra o presente para compreender o presente, uma perspectiva que pode ser explicada no âmbito entre o tempo social, biológico e da eternidade das coisas”.

Acrescenta ainda que o livro poderá contribuir para o processo de construção da história moderna de Angola.

À margem da cerimónia, em declarações à imprensa, Luís Fernando referiu que o livro tem como finalidade fixar memórias e é uma vertente que está interessada a lançar nos últimos tempos, iniciada com a "Angola: Memória da tradição política de José Eduardo dos Santos a João Lourenço", em dois volumes.

“Estando dentro do Palácio (Presidencial), achei nada melhor que escrever sobre isso. Obviamente que são acontecimentos e não segredos de Estado, são públicos. Contar como se prepara uma viagem, e nem é extraordinária”, contou o igualmente jornalista.

Questionado sobre se o Presidente da República, João Lourenço, sabia da obra, disse que, formalmente, não.

“Porque achei que não tinha nada de especial. Mas, se nos propuséssemos a ir a fundo sobre questões reservadas de dentro, obviamente estaria em contacto permanente com o senhor Presidente. Este (Notícias do Palácio) é uma reportagem elementar”, argumentou.

Membro da União de Escritores Angolanos (UEA), desde 2009, Luís Fernando já lançou perto de 20 obras, com destaque para “A saúde do Morto”; “Antes do Quarto”; “João Kyomba em Nova Iorque”; “Clandestinos no Paraíso”; “A cidade e as Duas Órfãs Malditas” e Um ano de Vida”.

Assuntos Política  

Leia também
  • 05/02/2019 20:51:37

    Norberto Garcia é interrogado na quarta-feira

    Luanda - O réu Norberto Garcia, antigo director da Unidade Técnica para Investimento Privado (UTIP), vai ser interrogado esta quarta-feira durante a 9ª sessão de julgamento da Burla Tailandesa que decorre na 1ª Câmara Criminal do Tribunal Supremo.

  • 05/02/2019 05:43:18

    Pinda Simão enaltece sacrifício dos nacionalistas

    Uíge - O governador provincial do Uíge, Pinda Simão, enalteceu o empenho dos heróis de 04 de Fevereiro, que deram à sua vida e consentiram sacrifícios para o alcance da independência nacional.

  • 05/02/2019 00:46:39

    Município de Camacupa ganha novas infraestruturas sociais

    Camacupa - A população do município de Camacupa, província do Bié, ganhou novas infra-estruturas sociais, inauguradas segunda-feira no quadro das celebrações do Dia do início da Luta Armada.

  • 04/02/2019 16:37:21

    Inauguração de vários empreendimentos marca 53º aniversário do início da Luta Armada

    Camanongue - A inauguração de um Jango para os antigos combatentes e veteranos da pátria e do Centro Infantil Comunitário (CIC), hoje, segunda - feira, na sede municipal de Camanongue, pelo governador provincial do Moxico, Gonçalves Muandumba, marcou as comemorações do 53º aniversário do início da luta armada em Angola.