Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

09 Dezembro de 2018 | 20h33 - Actualizado em 09 Dezembro de 2018 | 20h33

MPLA quer continuar a elevar experiência governativa

Huambo - O combate a corrupção, a impunidade e ao nepotismo é um factor essencial para o MPLA continuar a elevar a sua experiência governativa, afirmou hoje, na província do Huambo, a primeira secretária local do partido.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Huambo: Primeira secretária do MPLA - Joana Lina

Foto: Júlio Vilinga

Falando no acto comemorativo dos 62 anos do MPLA, decorrido na comuna do Alto Hama, Joana Lina alertou, nesta perspectiva, os militantes a comprometerem-se com a transparência e boa governação.

Esta tarefa, segundo a política, só será um possível se os militantes primarem pelo fortalecimento da unidade, fazendo jus ao facto do partido ser a vanguarda dos problemas do povo e das transformações políticas económicas e sociais do país.

 “Precisamos contribuir na efectivação dos desafios do MPLA, de acordo com as orientações da sua direcção central, tendentes a melhoria das condições de vida dos cidadãos, através de um processo de distribuição da riqueza por via das políticas sociais e de uma gestão responsável”, frisou.

Um dos desafios do partido, de acordo com Joana Lina, é transformar-se numa organização cada vez mais aberta, onde os seus dirigentes sejam uma referência moral para todos os angolanos. 

Para a primeira secretária, o MPLA caminhou durante os 62 anos, à luz da sua tradição de luta e sua história, no meio de obstáculos e dificuldades, tornando-se numa força política mais sólida e mais bem estruturada.

Leia também
  • 10/12/2018 17:43:14

    Executivo ressalta importância dos Direitos Humanos

    Luanda - O Executivo angolano se propõe formar a sociedade em matérias de direitos humanos, através da estratégia nacional para o efeito, no sentido de contribuir para a melhoria de domínios como o de acesso à saúde e educação, de acordo com o ministro da Justiça e dos Direitos Humanos, Francisco Queiroz.

  • 10/12/2018 02:15:38

    UNITA projecta autarquias que combatam as assimetrias regionais

    Ndalatando - A UNITA no Cuanza Norte encontra-se actualmente empenhada na capacitação dos seus militantes sobre as estratégias do partido viradas para a criação de uma lei sobre autarquias que assegure a eliminação das assimetrias regionais e desigualdades entre os cidadãos, de acordo com o secretário provincial do partido, Francisco Fernando Falua.

  • 09/12/2018 15:50:58

    Mais de 80 militantes da CASA-CE aderem ao MPLA

    Ndalatando - Oitenta e cinco militantes da Coligação CASA-CE no município de Ambaca (província do Cuanza Norte) renunciaram neste sábado, a sua filiação à referida formação política e consequente adesão ao partido MPLA.