Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

06 Dezembro de 2018 | 10h31 - Actualizado em 06 Dezembro de 2018 | 10h29

Marrocos considera históricas e profundas relações com Angola

Luanda - O presidente da Câmara dos Representantes do Reino de Marrocos, Habib El Malki, considerou históricas e profundas as relações com Angola, baseadas na amizade, respeito e solidariedade.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bandeira de Angola e Marrocos

Foto: Tarcísio Vilela

O parlamentar fez esta afirmação em Rabat, durante um encontro com jornalistas angolanos de órgãos públicos e privados que visitaram o Parlamento marroquino, no quadro de uma viagem de estudo organizada pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros daquele país.

Na ocasião, Habib El Malki enfatizou o apoio incondicional do seu país na luta de libertação dos angolanos, que culminou com a independência de Angola, a 11 de Novembro de 1975.

Habib El Malki lembrou também que a 5.ª Cimeira da União África-UE, realizada em Abidjan (‎Côte d'Ivoire) em 2017, permitiu que o Rei Mohammed VI retomasse contacto com o Presidente angolano, João Lourenço.

Para o líder do Parlamento marroquino, a retomada dos contactos foi um passo importante para o relançamento das relações de cooperação entre os dois povos.

"Tive a oportunidade de visitar Angola há três ou quatro anos, durante o Conselho Internacional Socialista. Consegui avaliar e medir de maneira directa quanto os nossos dois povos estão próximos, quanto as nossas preocupações são as mesmas e quanto todos esperamos tornar as nossas relações verdadeiramente exemplares", rematou.

Admitiu que Angola tem uma história rica na sua luta contra o colonialismo português, e é uma das escolas mais importantes da África neste domínio.

O presidente da Câmara dos Representantes do Marrocos reiterou que a concórdia nacional permitiu que Angola desempenhasse verdadeiramente o seu papel no continente africano e na região onde está inserida, promovendo a paz e a estabilidade e o respeitando os princípios da União Africana.

Disse ainda que gostaria que a base da cooperação entre os parlamentos dos dois países fosse projectada, prometendo convidar o presidente da Assembleia Nacional de Angola para uma visita oficial ao Marrocos, no próximo ano.

Frisou que Marrocos recuperou o seu lugar na UA e desempenha plenamente o seu papel nesta instituição, de modo que o continente africano jogue o seu verdadeiro papel ao nível internacional.

Por outro lado, realçou as deslocações do Rei Mohammed VI a vários países africanos que culminaram com assinaturas de acordos em diferentes áreas.

A eleição dos membros da Câmara dos Representantes de Marrocos para a décima legislatura 2007-2021 realizou-se em 7 de Outubro de 2016.

Assuntos Cooperação  

Leia também
  • 05/12/2018 14:41:15

    Rafael Marques vê melhorias na actuação do Executivo

    Luanda - O jornalista de investigação e defensor dos direitos humanos, Rafael Marques, considerou, nesta quarta-feira, haver uma "grande" mudança entre o actual e o anterior Executivo, embora reconheça que a situação económica do país requer cuidados.

  • 03/12/2018 23:55:21

    Angola mostra abertura e atractividade a investidores noruegueses

    Luanda - Entidades angolanas manifestarem nesta segunda-feira, em Luanda, abertura ao investimento norueguês para diversificar a economia e promover uma sociedade mais justa e desenvolvida.

  • 03/12/2018 21:58:39

    Noruega defende parceria para o desenvolvimento

    Luanda - A primeira-ministra norueguesa, Erna Solberg, defendeu nesta segunda-feira em Luanda, uma parceira, com Angola, que promova o efectivo desenvolvimento dos dois países.