Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

06 Dezembro de 2018 | 02h37 - Actualizado em 06 Dezembro de 2018 | 08h41

Sector social nas prioridades dos novos administradores municipais da Huíla

Lubango - A mediação de conflitos de terras, a educação, saúde, agricultura, pecuária e mineração, constam das prioridades dos novos administradores municipais da Humpata, Chibia, Quilengues e Cuvango, empossados, quarta-feira, pelo governador provincial da Huíla, Luís Nunes.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Luís Manuel da Fonseca Nunes, Governador da Huíla

Foto: Francisco Miúdo

Trata-se de Rita Miranda Soma (Humpata), Sérgio da Cunha Velho (Chibia) e Adriano Alberto Pedro (Quilengues) e Luís Marcelo Ndala (Cuvango).

Em declarações à imprensa, à margem da tomada de posse, a nova administradora da Humpata, Rita Miranda Soma disse que vai dar continuidade aos projectos deixados pela sua antecessora, no âmbito do plano de desenvolvimento local, com  um olhar ao conflito de terras existente na circunscrição.

 “Vamos velar pela cadeia de produção agrícola, pois a Humpata tem um potencial agro-pecuário muito forte, com realce para a hortofrutícola e manter parcerias com a comunidade académica, para melhor desenvolvermos o município, assim como do apoio dos empresários, sociedade civil, autoridades eclesiásticas e tradicionais”, aludiu.

Sublinhou  que a gestão ambiental, a melhoria das redes viárias, no caso das vias secundarias e terciárias, também merecerá uma atenção especial, esta ultima para facilitar o escoamento dos produtos, assim como  área social será prioritária.

Já o administrador  municipal da Chibia, Sérgio da Cunha Velho, apontou como prioridade os sectores da educação saúde, agricultura, pecuária e da mineração, pese embora a base económica da província e da maior parte dos municípios é o sector agrícola e o sector pecuário.

Entretanto, o governador da Huíla, Luís Nunes  pediu aos recém-empossados total colaboração, sempre com transparência, honestidade e acima de tudo com muita humildade, só assim poderemos levar este grande barco que é a província da Huíla a bom porto.

“Temos a consciência de que a tarefa não é fácil, mais eu julgo que com muita dedicação e profissionalismo, juntos poderemos fazer um grande trabalho”, enfatizou.

Na sua quarta alteração na estrutura do governo desde que assumiu o cargo em Setembro último, Luís Nunes nomeou ainda 14 administrador municipais-adjuntos para área financeira e orçamental, substituiu igualmente a liderança do gabinete da saúde e indicou nova gestão para o hospital central do Lubango e do gabinete de comunicação institucional e imprensa.

Leia também
  • 05/12/2018 19:36:59

    Destacados feitos do MPLA para alcance da paz e coesão nacional

    Malanje - O secretário do departamento de Informação e Propaganda do Comité Provincial de Malanje do MPLA, Manuel Carvalho da Costa, destacou hoje (quarta-feira), nesta cidade, os feitos desta formação política na luta de libertação nacional, conquista e consolidação da paz, bem como na implementação da democracia no país.

  • 05/12/2018 19:05:22

    MCS desencoraja " linchamento em hasta pública"

    Luanda - O secretário de Estado da Comunicação Social, Celso Malavoloneke, desencorajou nesta quarta-feira, em Luanda, a prática de julgamento, condenação e linchamento em hasta pública de indivíduos e instituições antes dos órgãos judiciais concluírem com o seu trabalho.

  • 05/12/2018 19:02:29

    PGR instrui mais de 20 processos de corrupção e criminalidade económica

    Dundo - Mais de 20 processos de corrupção e de criminalidade económica estão a ser instruídos pela Procuradoria-geral da República (PGR), na província da Lunda Norte, no quadro do combate à corrupção, envolvendo vários sectores.