Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

06 Dezembro de 2018 | 23h10 - Actualizado em 06 Dezembro de 2018 | 23h09

UNITA quer mais transparência na responsabilização dos gestores públicos

Huambo - A UNITA na província do Huambo quer que a responsabilização criminal dos gestores públicos que tenham incorrido em actos de desvios de fundos seja feita com mais transparência.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A solicitação foi manifestada hoje, quinta-feira, nesta região, durante o espaço “café da cidadania”, pelo secretário local deste partido, Liberty Chiyaca, justificando que tal medida concorrerá para a boa governação.

Na sua opinião, é fundamental que às políticas de combate à corrupção sejam feitas da base ao topo, responsabilizando, deste modo, os gestores públicos que pautarem, no exercício da sua função, em actividades anti-patrióticas e que coloquem em causa o bem-estar comum.
 

Disse ser ainda fraca, no país, a cultura de prestação de contas e de responsabilização dos actores que lesam o Estado, factores que dificultam o alcance do desenvolvimento económico-social sustentável.

Liberty Chiaca, também deputado à Assembleia Nacional, considerou, na sua intervenção, fundamental que se aprofunde o Estado democrático e de direito, de modo a que as autoridades governamentais trabalhem ao serviço do cidadão.

  

Outras preocupações apresentadas por Liberty Chiaca, durante o espaço “café da cidadania” têm que ver com a segurança das pessoas e do património, o reforço do saneamento básico, a melhoria do bem-estar económico e social, aposta na investigação científica e na formação técnico-profissional.

Quanto à reconciliação nacional, o responsável da UNITA na província do Huambo espera que a mesma se consolide e alcance outras dimensões, entre elas a cultural, social e económica, ao invés da política.

O espaço “café da cidadania” serve para dialogar com os cidadãos, de diversas franjas da sociedade, dispostos a debater e propor assuntos para a construção de um país próspero, voltado, fundamentalmente, no respeito pelas diferenças político-partidárias e promoção da reconciliação nacional.

Leia também
  • 05/02/2019 20:51:37

    Norberto Garcia é interrogado na quarta-feira

    Luanda - O réu Norberto Garcia, antigo director da Unidade Técnica para Investimento Privado (UTIP), vai ser interrogado esta quarta-feira durante a 9ª sessão de julgamento da Burla Tailandesa que decorre na 1ª Câmara Criminal do Tribunal Supremo.

  • 05/02/2019 05:43:18

    Pinda Simão enaltece sacrifício dos nacionalistas

    Uíge - O governador provincial do Uíge, Pinda Simão, enalteceu o empenho dos heróis de 04 de Fevereiro, que deram à sua vida e consentiram sacrifícios para o alcance da independência nacional.

  • 05/02/2019 00:46:39

    Município de Camacupa ganha novas infraestruturas sociais

    Camacupa - A população do município de Camacupa, província do Bié, ganhou novas infra-estruturas sociais, inauguradas segunda-feira no quadro das celebrações do Dia do início da Luta Armada.

  • 04/02/2019 16:37:21

    Inauguração de vários empreendimentos marca 53º aniversário do início da Luta Armada

    Camanongue - A inauguração de um Jango para os antigos combatentes e veteranos da pátria e do Centro Infantil Comunitário (CIC), hoje, segunda - feira, na sede municipal de Camanongue, pelo governador provincial do Moxico, Gonçalves Muandumba, marcou as comemorações do 53º aniversário do início da luta armada em Angola.