Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

06 Dezembro de 2018 | 23h10 - Actualizado em 06 Dezembro de 2018 | 23h09

UNITA quer mais transparência na responsabilização dos gestores públicos

Huambo - A UNITA na província do Huambo quer que a responsabilização criminal dos gestores públicos que tenham incorrido em actos de desvios de fundos seja feita com mais transparência.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A solicitação foi manifestada hoje, quinta-feira, nesta região, durante o espaço “café da cidadania”, pelo secretário local deste partido, Liberty Chiyaca, justificando que tal medida concorrerá para a boa governação.

Na sua opinião, é fundamental que às políticas de combate à corrupção sejam feitas da base ao topo, responsabilizando, deste modo, os gestores públicos que pautarem, no exercício da sua função, em actividades anti-patrióticas e que coloquem em causa o bem-estar comum.
 

Disse ser ainda fraca, no país, a cultura de prestação de contas e de responsabilização dos actores que lesam o Estado, factores que dificultam o alcance do desenvolvimento económico-social sustentável.

Liberty Chiaca, também deputado à Assembleia Nacional, considerou, na sua intervenção, fundamental que se aprofunde o Estado democrático e de direito, de modo a que as autoridades governamentais trabalhem ao serviço do cidadão.

  

Outras preocupações apresentadas por Liberty Chiaca, durante o espaço “café da cidadania” têm que ver com a segurança das pessoas e do património, o reforço do saneamento básico, a melhoria do bem-estar económico e social, aposta na investigação científica e na formação técnico-profissional.

Quanto à reconciliação nacional, o responsável da UNITA na província do Huambo espera que a mesma se consolide e alcance outras dimensões, entre elas a cultural, social e económica, ao invés da política.

O espaço “café da cidadania” serve para dialogar com os cidadãos, de diversas franjas da sociedade, dispostos a debater e propor assuntos para a construção de um país próspero, voltado, fundamentalmente, no respeito pelas diferenças político-partidárias e promoção da reconciliação nacional.

Leia também
  • 06/12/2018 19:00:02

    MPLA e partido comunista do Vietname reforçam relações

    Luanda - Um acordo para o reforço da cooperação bilateral entre o partido comunista do Vietname e o MPLA, para a troca de experiencias em domínios como o da saúde e educação, foi rubricado esta quinta-feira, em Luanda.

  • 06/12/2018 18:32:25

    Ministro Manuel Augusto rende homenagem a George H. Bush

    Luanda - O ministro das Relações Exteriores, Manuel Augusto, rendeu nesta quinta-feira homenagem ao ex-presidente dos Estados Unidos da América, George H. Bush, falecido sexta-feira (30) aos 94 anos.

  • 06/12/2018 16:13:57

    Plano Estratégico contra corrupção prioriza denúncias

    Luanda - O Plano Estratégico de Prevenção e Combate à Corrupção, apresentado nesta quinta-feira, em Luanda, prevê incrementar a investigação de casos de corrupção e conexos denunciados, visando a condenação efectiva dos infractores.