Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

12 Dezembro de 2018 | 11h28 - Actualizado em 12 Dezembro de 2018 | 12h09

Combate à corrupção passa pela moralização da sociedade

Soyo - A educação e moralização da sociedade são tarefas fundamentais para o combate à corrupção em Angola - opinou, no município do Soyo, o procurador da República junto do Tribunal Provincial do Zaire, Hernâni Ngunza.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ao apresentar, terça-feira, em palestra, o Plano Estratégico Nacional sobre a Prevenção e Combate à Corrupção, o magistrado considerou a prevenção a melhor “arma” para se banir todas más práticas que envolvem gestores públicos e outros segmentos da sociedade.

Para o procurador, a construção de uma sociedade justa, democrática e harmoniosa, que se pretende no país, passa pelo estrito cumprimento da lei e das boas regras de convivência social.

Hernâni Ngunza lembrou que o Plano Estratégico de Prevenção e Combate à corrupção, em curso, visa consciencializar a sociedade e implementar acções tendentes a acabar com esse fenómeno.

Participaram na palestra, membros da administração municipal do Soyo, magistrados, forças da defesa e ordem interna, estudantes e outras segmentos da sociedade.


 

Assuntos Corrupção   PGR   Província » Zaire  

Leia também
  • 11/12/2018 20:00:24

    Governador defende mais participação na luta à corrupção

    Sumbe - O governador provincial do Cuanza Sul, Eusébio de Brito Teixeira, defendeu nesta terça-feira uma participação activa da sociedade na luta contra a corrupção, uma das prioridades do mandato do Presidente João Lourenço.

  • 10/12/2018 19:28:14

    Corrupção produz decadência social - governador

    Mbanza Kongo - O fenómeno da corrupção, em todas as suas facetas, constitui um dos pressupostos de desestruturação do tecido económico e social afirmou nesta segunda-feira, em Mbanza Kongo, o governador provincial do Zaire, Pedro Makita Armando Júlia.

  • 10/12/2018 11:48:29

    SME rejeita entrada de estrangeiros por irregularidades migratórias

    Mbanza Kongo - O Serviço de Migração e Estrangeiros (SME) na província do Zaire recusou, nos últimos sete dias, a entrada no território nacional, de 25 cidadãos da República Democrática do Congo (RDC), por irregularidades migratórias.