Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

10 Dezembro de 2018 | 13h28 - Actualizado em 10 Dezembro de 2018 | 19h16

Criação do MPLA constituiu passo decisivo

Waku Kungo - A vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, ressaltou este sábado, na cidade do Waku Kungo, município da Cela, a importância da criação desta formação política, a 10 de Dezembro de 1956, por se ter constituído num passo decisivo e qualitativo para a história do nacionalismo angolano.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Luisa Damião - Vice-presidente do MPLA

Foto: Gaspar dos Santos

Ao intervir no acto central das festividades do 62º aniversário desta formação política, que hoje se assinala, Luísa Damião argumentou que os princípios e valores deste partido resultam do seu manifesto, de 10 de Dezembro de 1956.

Acrescentou, perante os militantes e simpatizantes no Campo do Recreativo da Cela, que a fundação do MPLA foi um acto de bravura, coragem, determinação e elevado patriotismo na luta contra o colonialismo português.

Segundo a dirigente, o Manifesto do MPLA vincou claramente a determinação na luta para o derrube das autoridades coloniais portuguesas, visando a independência de Angola.

Após ter destacado os papéis de Agostinho Neto e de José Eduardo dos Santos na liderança do partido, ressaltou que as eleições gerais de 23 de Agosto de 2017, para o Estado, e o VI Congresso Extraordinário, de 08 de Setembro de 2018, no partido, marcaram a transição para a liderança de João Lourenço.

Liderança considera fundamental revitalização das organizações de base

O MPLA considera fundamental a revitalização das organizações de base, tornando-as mais dinâmicas e pró-activas.

A ideia é a de introduzir na sua acção quotidiana questões candentes à vida das comunidades em que estão inseridas, sobretudo nas acções de fiscalização dos actos de governação.

“O MPLA tem responsabilidades acrescidas. O povo angolano atribuiu ao partido o papel de força política dirigente do Estado”, acrescentou.

Segundo Luísa Damião, também é tarefa daquele partido apoiar o Executivo na construção de uma Angola próspera, democrática e inclusiva, onde o mais importante continue a ser a resolução dos problemas do povo.

Assuntos MPLA  

Leia também
  • 11/12/2018 04:00:18

    Comité de Havana destaca nova caminhada do MPLA na solução dos problemas

    Luanda - O primeiro secretário do MPLA do Comité da Comunidade de Havana (Cuba) Manuel Domingos Baptista, destacou a liderança do presidente do partido, João Lourenço, na busca de soluções para os problemas dos angolanos.

  • 10/12/2018 22:24:20

    MPLA pede reforço do quadro jurídico do país

    Luanda - O MPLA defendeu, nesta segunda-feira, que o Executivo deve continuar a aprofundar o quadro jurídico e legal, na conformação do Estado democrático de direito, para que sejam todos responsabilizados pela violação do plasmado nas leis em vigor.

  • 10/12/2018 19:13:55

    MPLA assinala 62 anos de existência

    Luanda - O MPLA, partido no poder em Angola, assinala nesta segunda-feira (10) 62 anos de existência. O acto central da efeméride aconteceu sábado localidade do Waco Cungo (Cuanza Sul).