Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

10 Dezembro de 2018 | 13h07 - Actualizado em 10 Dezembro de 2018 | 13h46

Serviço de Migração expulsa mais de mil ilegais

Luanda - Mil e cento e dez cidadãos estrangeiros foram expulsos, de Angola, no decorrer da última semana, pelo Serviço de Migração e Estrangeiros (SME), mais 304 pessoas em relação aos sete dias anteriores.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Luanda: Insígnia dos Serviços de Migração e estrangeiros de Angola

Foto: Tarcísio Vilela

De acordo com uma nota de balanço do SME, que a Angop teve hoje acesso, as expulsões foram por decisão administrativa e judicial.

Nas acções de prevenção, fiscalização e combate a imigração ilegal, ainda foram detidos 774 cidadãos de diversas nacionalidades por permanência não autorizada, falta de visto de trabalho, auxílio a imigração e envolvimento em actos religiosos considerados ilegais.

Outros 90 foram notificados e convidados a abandonar o país, por permanência ilegal, aplicadas e pagas 90 multas por elementos de diversas nacionalidades e empresas.

Segundo o documento, foram impedidos de desembarcar em Angola e reembarcados 40 cidadãos por vários motivos.

“Foram impedidos  a sair de Angola 25 cidadãos nacionais por falta de meios de subsistência, autorização de saída por parte dos progenitores, por o passaporte não constar no sistema informático e posse de passaporte adquirido de forma fraudulenta.

Em relação ao movimento migratório, constatou-se a entrada de  27 mil 470 passageiros de diversas nacionalidades, destes 13 mil 402 são nacionais.

Quanto as saídas registaram-se 26 mil 367 passageiros, dos quais 13 mil e 804 estrangeiros.  No Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro registou-se a passagem, em trânsito, de 243 cidadãos.

Assuntos Província » Luanda   SME  

Leia também