Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

14 Março de 2018 | 01h10 - Actualizado em 14 Março de 2018 | 01h09

Angola: MPLA nega clivagens no seu seio

Luanda - O MPLA negou, esta terça-feira, a existência de clivagens graves no seu seio, numa nota de esclarecimento distribuída à comunicação social, reagindo a informações postas a circular nesse sentido nas redes sociais.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Sede Nacional do MPLA, em luanda

Foto: Pedro Parente

“Indivíduos eivados de má-fé estão a fazer circular, através das redes sociais e não só, uma onda de especulações, fazendo crer da existência de clivagens graves no seio do MPLA”, afirma a nota, sem entrar em detalhes.

De acordo com o documento, isso “não corresponde à verdade, porquanto o Partido mantém-se coeso e pronto para discutir, democraticamente, todos os assuntos da actualidade política de Angola”.

A nota de esclarecimento do Departamento de Informação do Comité Central sublinha, no entanto, que nunca a Direcção do MPLA se furtará à reflexão, clara e objectiva, sobre o processo de transição político-partidária.

De acordo com informações postas circular nas redes sociais, alguns membros do Bureau Político terão questionado, na sua reunião de segunda-feira, o Presidente do MPLA, José Eduardo dos Santos, sobre quando passaria a direcção do partido ao Vice-Presidente, João Lourenço, por forma a acabar-se com a bicefalia que se regista na condução do Estado e do partido.

Para outros participantes do encontro, ainda segundo as redes sociais, a reunião do Comité Central do partido, marcada para a sexta-feira, deverá convocar um congresso extraordinário, para decidir-se sobre a passagem da presidência do MPLA a João Lourenço.

A ANGOP pediu a confirmação do secretário de Informação do MPLA, Norberto Garcia, sobre três questões, nomeadamente se a reunião do Comité Central, sexta-feira, iria, de facto, convocar o congresso extraordinário.

Da mesma forma, a agência pediu ao político para confirmar se o assunto seria discutido na véspera, em sede da reunião do Secretariado do Bureau Político, e se o Vice-presidente do MPLA, João Lourenço, presidiria ao encontro.

Até às 24 horas de terça-feira, Norberto Garcia não havia reagido às questões que lhe foram enviadas por mensagem  telefónica.

Assuntos Angola   MPLA   Política  

Leia também