Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

12 Julho de 2018 | 20h24 - Actualizado em 12 Julho de 2018 | 20h20

UA recomenda Angola a formar especialistas em estatística

Luanda - A presidente da Comissão da União Africana (UA) para a Estatística, Yandiswa Morudu, recomendou nesta quinta-feira, em Luanda, às autoridades angolanas a formarem mais quadros especializados em matéria de estatística.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Presidente da 5ª comissão de Economia e Finanças da AN, Diógenes de Oliveira

Comissão da União Africana para a Estatística

A alta funcionária da UA fez a recomendação quando falava à imprensa, após um encontro com os parlamentares da comissão de Economia e Finanças da Assembleia Nacional (AN), para avaliar os pares de sistema nacional estatístico de Angola.

Aconselhou a todas as instituições que trabalham com estatística no país a possuirem entre três a quatro especialistas em estatística, com vista a melhorar os indicadores neste sentido.

O presidente da 5ª comissão de Economia e Finanças da AN, Diógenes de Oliveira, corroborou com a ideia da representante da UA, considerando que se as estruturação das estatísticas em África estiverem bem, estará em pé de igualdade com a União Europeia (UE), Fundo Monetário Internacional, Banco Mundial e outras zonas do mundo.

Assumimos o compromisso de exercer a nossa advocacia junto das entidades competentes do governo, no sentido de alinharmos no avanço interno que temos, o que  é tangível, com as nossas obrigações, a nível de África”, disse.

Durante a reunião, Yandiswa Morudu falou do facto de Angola ainda não ter rubricado o Tratado sobre a Carta Africana relativa às Estatísticas em África.

A propósito, o parlamentar acredita que a AN vai jogar, também, o seu papel para que no mais curto espaço de tempo haja evolução, neste domínio, para evitar que Angola conste da lista africana de estatísticas pela negativa.

Por outro lado, Diógenes de Oliveira destacou o censo empresarial e agro-pecuário que Angola vai realizar nos próximos tempos, avançando que, com dados concretos se podem estabelecer políticas de médio e longo prazos sustentáveis, para corresponder com os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e da agenda 2030.

Assuntos Parlamento  

Leia também
  • 29/01/2019 19:08:17

    Investigadores pedem apoio para divulgação de trabalhos científicos

    Luanda - Responsáveis dos centros de investigação do país solicitaram esta terça-feira apoio aos órgãos competentes do Estado, para a divulgação regular dos seus trabalhos científicos e tornar os seus organismos em unidades orçamentadas.

  • 24/01/2019 18:18:11

    Angola elimina dupla tributação com Portugal e China

    Luanda - O Parlamento angolano aprovou, por unanimidade, os projectos de resolução de acordos para a eliminação da dupla tributação e prevenção da evasão fiscal de impostos sobre rendimentos com Portugal, China e Emirados Árabes Unidos.

  • 24/01/2019 18:11:42

    Executivo incrementa salários dos professores do ensino primário

    Luanda - Mais de 48 mil professores do ensino primário e secundário que auferem 49 mil kwanzas e com perfil para ingressar na carreira técnica superior vão receber AKZ 238.321, no âmbito da aprovação da nova tabela indiciária da função pública.

  • 23/01/2019 19:28:46

    IVA vai potenciar arrecadação de receitas

    Luanda - A introdução do Código do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) no país vai potenciar a arrecadação das receitas públicas referentes ao consumo, afirmou esta quarta-feira, em Luanda, o ministro das Finanças, Archer Mangueira.