Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

10 Agosto de 2018 | 13h05 - Actualizado em 10 Agosto de 2018 | 16h25

PR inaugura centralidade no Uíge

Uíge - O Presidente da República, João Lourenço, inaugurou nesta sexta-feira, na província do Uíge, a Centralidade de Quilomosso. Trata-se de um projecto habitacional com mil e 10 apartamentos, erguidos numa primeira fase.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Uíge: Centralidade de Quilomosso

Foto: Domingos Nicolau

Uíge: Presidente João Lourenço faz o corte de fita da centralidade de Quilomosso

Foto: Domingos Nicolau

Situado a três quilómetros do centro da cidade, a nova área habitacional vai albergar, nessa etapa, quatro mil e 500 moradores.

O projecto, que prevê a construção global de cinco mil e 500 apartamentos, integra prédios de quatro andares com oito apartamentos cada e moradias de um e dois andares.

O processo de comercialização teve início segunda-feira última, pelo que se espera ter a centralidade completamente habitada até ao final do ano.

A entrada em funcionamento da centralidade enquadra-se no programa de melhoria das condições de vida da população, segundo o governador provincial, Pinda Simão.

Adjacentes à centralidade estão as subestações de águas e energia eléctrica, também visitadas hoje pelo Presidente da República, que já está de regresso a Luanda.

Ainda no segmento da construção, o Chefe de Estado angolano constatou o grau de execução do Projecto Habitacional e de infra-estruturas integradas de Catapa, na periferia da cidade do Uíge.

Trata-se de um projecto desenvolvido num espaço de 100 hectares (um hectare equivale a um campo de futebol), inserido no Plano Nacional de Desenvolvimento 2013-­2017.

No quadro da deslocação ao Uíge, o Presidente João Lourenço esteve nesta sexta-feira no Hospital Provincial, onde visitou a pediatria e o novo edifício, antes de entregar  medicamentos para reforçar a capacidade de resposta da unidade.

À margem da visita, a ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, anunciou para o ano em curso o início das obras de reabilitação do Hospital Provincial do Uíge, uma unidade com mais de 70 anos.

A reabilitação, que será feita de forma faseada, deverá abranger os serviços de pediatria e bloco operatório, e posteriormente as outras dependências da unidade sanitária.

João Lourenço deixou o Uíge nesta sexta-feira à tarde, de regresso a Luanda. Nessa província do norte do país, o Titular do Poder Executivo orientou os trabalhos da Oitava Reunião Ordinária da Comissão Económica do Conselho de Ministros.  

Leia também
  • 08/11/2018 17:21:25

    Reino Unido confirma financiamento a Angola

    Luanda - A baronesa britânica Lindsay Northover, enviada especial da primeira-ministra, Theresa May, confirmou hoje, quinta-feira, que o governo do seu país tem disponível para Angola financiamento para projectos nos sectores da energia e saúde.

  • 08/11/2018 10:59:47

    Petrolífera ENI reafirma investimento em Angola

    Luanda - A multinacional do sector petrolífero ENI vai continuar a investir em Angola, um mercado onde, nos últimos 12 meses, a empresa registou um aumento da sua produção na ordem dos 50 mil barril/dia.

  • 08/11/2018 10:59:42

    Campus Universitário da UAN retoma obra da Fase 1

    Luanda - Os trabalhos de conclusão da Fase 1 das instalações do Campus Universitário da Universidade Agostinho Neto (UAN), no distrito urbano da Cidade Universitária, à Camama, em Luanda, vão ser retomadas em breve, dependendo unicamente da abertura do respectivo concurso público.

  • 08/11/2018 10:59:35

    PR aprova crédito adicional para Mecanagro e Sopir

    Luanda - Três mil milhões de Kwanzas é o valor do crédito adicional aprovado pelo Presidente da República, João Lourenço, para permitir o pagamento dos salários em atraso e da contribuição devida ao Instituto Nacional de Segurança Social, dos trabalhadores das empresas Mecanagro e Sopir - Sociedade de Desenvolvimento dos Perímetros Irrigados.