Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

03 Setembro de 2018 | 10h51 - Actualizado em 03 Setembro de 2018 | 10h51

Acção de Angola merece referência da ONU

Beijing (Dos enviados especiais) - A acção de Angola no quadro internacional e na defesa do multilateralismo mereceu, nesta segunda-feira, uma referência do secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O chefe da secretaria da ONU falava à imprensa em Beijing (China) à saída de um encontro com o Presidente angolano, João Lourenço, horas antes do início da III Cimeira do Fórum de Cooperação China-África.

"Tivemos uma excelente conversa sobre vários assuntos e a coordenação entre as Nações Unidas e Angola é fundamental, para nós", afirmou António Guterres na curta declaração aos jornalistas.

No quadro internacional, Angola tem apostado numa diplomacia preventiva, na resolução de conflitos e prima pela necessidade urgente de um desenvolvimento sustentável, através da promoção do investimento e da cooperação internacional.

É a segunda vez em menos de um ano que as duas entidades se reúnem. Em Novembro último, João Lourenço e António Guterres encontraram-se à margem da V Cimeira entre a União Africana e a União Europeia, que decorreu em Abidjan, Côte d' Ivore.

Na altura, o secretário-geral das Nações Unidas destacou o papel de Angola nos esforços de manutenção de paz, na estabilidade na África Austral e na região dos Grandes Lagos.

A Cimeira do Fórum de Cooperação China-África, cuja abertura deverá ser feita pelo líder chinês, Xi Jinping, acontece pela segunda vez em solo chinês, depois de 2006.

Trata-se de uma plataforma de consultas e diálogo colectivo, cujo objectivo é o fortalecimento de consensos e aprofundamento das relações de amizade.

A edição deste ano junta mais de 50 dignitários de países africanos com relações diplomáticas com a China.

Leia também
  • 08/11/2018 17:21:25

    Reino Unido confirma financiamento a Angola

    Luanda - A baronesa britânica Lindsay Northover, enviada especial da primeira-ministra, Theresa May, confirmou hoje, quinta-feira, que o governo do seu país tem disponível para Angola financiamento para projectos nos sectores da energia e saúde.

  • 08/11/2018 10:59:47

    Petrolífera ENI reafirma investimento em Angola

    Luanda - A multinacional do sector petrolífero ENI vai continuar a investir em Angola, um mercado onde, nos últimos 12 meses, a empresa registou um aumento da sua produção na ordem dos 50 mil barril/dia.

  • 08/11/2018 10:59:42

    Campus Universitário da UAN retoma obra da Fase 1

    Luanda - Os trabalhos de conclusão da Fase 1 das instalações do Campus Universitário da Universidade Agostinho Neto (UAN), no distrito urbano da Cidade Universitária, à Camama, em Luanda, vão ser retomadas em breve, dependendo unicamente da abertura do respectivo concurso público.

  • 08/11/2018 10:59:35

    PR aprova crédito adicional para Mecanagro e Sopir

    Luanda - Três mil milhões de Kwanzas é o valor do crédito adicional aprovado pelo Presidente da República, João Lourenço, para permitir o pagamento dos salários em atraso e da contribuição devida ao Instituto Nacional de Segurança Social, dos trabalhadores das empresas Mecanagro e Sopir - Sociedade de Desenvolvimento dos Perímetros Irrigados.