Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

04 Setembro de 2018 | 04h31 - Actualizado em 03 Setembro de 2018 | 19h33

Tribunais de comarca aproximam justiça aos cidadãos

Ndalatando - Os tribunais de comarca, a serem implementados no quadro da reforma judicial em curso em Angola, vão aproximar a justiça aos cidadãos economicamente desfavorecidos, considerou na segunda-feira, na cidade de Ndalatando, o delegado da Ordem dos Advogados de Angola (OAA) no Cuanza Norte, Edson Lionjanga.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Cuanza Norte: Delegado provincial da Ordem dos Advogados de Angola, Edson Lionjanga

Foto: Diniz Simão

Em declarações à Angop, o jurista frisou que a instalação desses tribunais de competências genéricas vai permitir aos cidadãos terem acesso aos tribunais, sem precisarem de se deslocar as capitais de província.

Esclareceu que o actual figurino prevê a existência de tribunais municipais, que julgam processos de pequena montra, enquanto os de querela (com molduras penais superiores a oito anos de prisão) são remetidos ao tribunal provincial, o que dificulta o acesso à justiça dos cidadãos com poucos recursos.

Segundo Edson Lionjanga, os tribunais de comarca terão maiores competências e vão garantir celeridade processual, assim como desafogar os tribunais.

Para si, a instituição desses tribunais vai colocar novos desafios a Ordem dos Advogados de Angola, dado o reduzido número de profissionais no país.

Criada em Setembro de 2017, a delegação da OAA no Cuanza Norte controla 19 advogados, sendo 14 estagiários.

Leia também
  • 03/09/2018 19:16:22

    Processo da "Burla tailandesa" em fase final no Tribunal Supremo

    Luanda - O processo de burla de 50 mil milhões de dólares, que lesaria o Estado angolano, regressou ao Tribunal Supremo e encontra-se em fase final da instrução contraditória, informou nesta segunda-feira, em Luanda, o presidente deste órgão judicial, Rui Ferreira.

  • 03/09/2018 17:05:01

    INEJ forma mais de cem magistrados

    Luanda - Assessores dos tribunais Constitucional, Supremo e da Procuradoria-Geral da República iniciaram, nesta segunda-feira, cursos de magistrados judiciais e do ministério público no Instituto Nacional de Estudos Judiciários (INEJ), no quadro da reforma judicial.

  • 03/09/2018 16:23:51

    Tribunais de Relação iniciam funções em Março de 2019

    Luanda - Os primeiros Tribunais de Relação, a serem implementados no quadro da reforma da justiça e do direito no país, entram em funcionamento em Março de 2019, nas províncias de Luanda e Benguela, anunciou hoje, segunda-feira, o presidente do Tribunal Supremo, Rui Ferreira.