Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

12 Setembro de 2018 | 18h40 - Actualizado em 12 Setembro de 2018 | 18h40

Académico recomenda criação de associação das autarquias

Caxito - O docente universitário Eduardo Lisboa defendeu hoje (quarta-feira), em Caxito (Bengo), a necessidade do governo começar a trabalhar na criação de uma Associação das Autarquias Locais, no âmbito da legislação autárquica para o país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Docente universitário Eduardo Lisboa (à direita)

Foto: foto cedida

Dissertando sobre “a concentração e integração na agenda da descentralização em África, estratégias de Angola no contributo das políticas públicas de desenvolvimento local”, no quadro das celebrações do 17 de Setembro, Dia do Fundador da Nação, informou que a criação da associação das autarquias locais consta das recomendações dos fóruns da União Africana, em que Angola participou.

Realçou que numa altura em que o país se prepara para a implementação das autarquias, deve-se incluir, no pacote da legislação, a possibilidade da existência das autoridades locais.

Para o também mestre em Governação e Gestão Pública, é imperioso que o Estado ratifique a Carta Africana sobre os valores e princípios de descentralização, governação e desenvolvimento Local.

Lembrou que todos os estados africanos devem comemorar o 10 de Agosto como o dia africano da descentralização e do desenvolvimento local, tendo sublinhado que a Carta Africana sobre valores e princípios da descentralização, governação e do desenvolvimento local constitui o principal instrumento de concertação e de integração a nível de África.

Durante a sua dissertação, o docente universitário destacou ainda a estratégia de Angola no contributo para as políticas públicas de desenvolvimento local.

A palestra foi promovida pela Fundação António Agostinho Neto (FAAN) e teve como orador Eduardo Lisboa.

Participaram na mesma, realizada no Auditório General Foguetão, a presidente da FAAN, Maria Eugenia Neto, a governadora provincial do Bengo, Mara Quiosa, membros do governo provincial, docentes e estudantes.

Assuntos Província » Bengo  

Leia também
  • 05/01/2019 16:35:55

    Justiça deve dar resposta eficiente à corrupção

    Caxito - A presidente do Tribunal Provincial do Bengo, Maria Cristóvão Pacavira, recomendou aos órgãos que intervém na administração da Justiça da província do Bengo a estarem amplamente municiados de técnicas e conhecimentos elevados para dar resposta adequada aos casos de corrupção e branqueamento de capitais que eventualmente surjam.

  • 30/12/2018 17:30:13

    Bengo: Sistema de ensino regista crescimento de 14 por cento

    Caxito - O número de alunos inseridos no sistema de ensino na província do Bengo, em 2018, registou um crescimento de 14 por cento, em relação ao período anterior, tendo atingido a cifra global de mais de 157 mil alunos matriculados.

  • 29/12/2018 21:26:07

    País deve aumentar intervenção em África

    Caxito - O ministro de Estado e Chefe da Casa de Segurança do Presidente da República, Pedro Sebastião, defendeu este sábado, em Caxito (Bengo), a necessidade de o país aumentar a capacidade de intervenção nos assuntos que dizem respeito a prevenção de conflitos em África.

  • 18/12/2018 23:27:42

    DRM ultrapassa número de recenseados em 2018

    Caxito - O Distrito de Recrutamento e Mobilização Provincial recenseou, este ano no Bengo, 900 jovens abrangidos pelo serviço militar obrigatório, cifra superior a previsão de cerca de 700 cidadãos.