Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

12 Setembro de 2018 | 12h58 - Actualizado em 12 Setembro de 2018 | 12h58

Boavida Neto optimista sobre êxito das autarquias

Cuito - O secretário-geral do MPLA, Álvaro de Boavida Neto, aventou a possibilidade do partido vencer às eleições autárquicas na província do Bié, tendo em conta a sua experiência de governação e competências dos quadros e militantes da formação política.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bandeira do MPLA

Foto: Divulgação

Eleito no sábado último secretário-geral do MPLA, na sequência do VI congresso extraordinário do MPLA, Boavida Neto recomendou aos quadros do partido para empenharem-se, cada vez mais, no processo autárquico, com implementação para 2020, e na melhoria das condições de vida das populações.

O MPLA na província do Bié está cada vez mais forte e preparado para vencer às eleições autárquicas de 2020, afirmou o político que também desempenha as funções de primeiro secretário provincial do partido.

No encontro com militantes, realizado no quadro da sua eleição como secretário-geral do MPLA, apelou para o respeito pelas diferenças de opiniões e para o resgate de valores morais, éticos, cívicos, patrióticos e culturais, de formas a fortalecer o partido.

O acto foi testemunhado pelo segundo secretário do MPLA, Anastácio Severino Sambowé.

Os dirigentes e quadros do MPLA na província do Bié manifestaram-se regozijados com a eleição de Álvaro Manuel de Boavida Neto, ao cargo de secretário-geral do partido.

Para o segundo secretário provincial do MPLA do Bié, Anastácio Severino Sambowe, o dinamismo do político será primordial para dar resposta a responsabilidade depositada e fortalecer o partido e o país.

Domingos Óscar Pascoal, primeiro secretário do MPLA no município do Cunhinga, sublinhou que a eleição de Boavida Neto constitui uma perca para a província, porquanto este nunca se cansou de transmitir os seus conhecimentos aos militantes.

Sobre a sua eleição, disse resultar de muito trabalho, coesão e união dos militantes.

A primeira secretária do MPLA no Andulo, Celeste Adolfo, considerou merecida a eleição, tendo em conta a sua capacidade e maturidade política.

Malanje

O segundo secretário provincial do MPLA de Malanje, Milagre José Clemente, reiterou que o partido vai trabalhar com base nos estatutos, programas, assim como os desígnios que constituem a estratégia do seu presidente, João Lourenço.

Segundo Milagre José Clemente, o MPLA vai trabalhar no combate à corrupção, no sentido de tornar Angola numa sociedade próspera.

Assuntos MPLA   Província » Bié  

Leia também
  • 05/02/2019 00:46:39

    Município de Camacupa ganha novas infraestruturas sociais

    Camacupa - A população do município de Camacupa, província do Bié, ganhou novas infra-estruturas sociais, inauguradas segunda-feira no quadro das celebrações do Dia do início da Luta Armada.

  • 02/02/2019 19:03:49

    MPLA propõe promoção da cultura de paz na agenda política 2019

    Luanda - O MPLA propõe na sua agenda política 2019 promover a cultura de paz, do diálogo fraterno e da solidariedade no seio da sociedade angolana, assim como apoiar iniciativas que visam à preservação da paz e consolidação da unidade e reconciliação nacional.

  • 02/02/2019 18:26:19

    Processo de implementação das autarquias prioridade da agenda política do MPLA

    Luanda - O preparação para o processo de implementação das autarquias e consolidação das reformas do Estado no âmbito da administração central e local, bem como do sector da justiça constituem tarefas prioritárias para agenda política do MPLA, em 2019, lançada hoje, sábado, em Luanda.

  • 02/02/2019 18:01:43

    Resenha: Solidariedade de Angola ao povo brasileiro mereceu destaque

    Luanda - A mensagem de pesar do Presidente da República, João Lourenço, endereçada ao seu homólogo brasileiro, Jair Bolsonaro, pelas mortes resultantes da ruptura uma barragem constituiu um dos destaques do noticiário político da semana que termina hoje, sábado.