Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

13 Setembro de 2018 | 21h16 - Actualizado em 13 Setembro de 2018 | 21h16

Governadores provinciais priorizam questões de âmbito social

Luanda - A continua melhoria das condições sociais e económicas, com realce nos domínios da saúde, educação, emprego e das redes rodoviárias, foram definidas como as principais tarefas dos novos governadores províncias.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Em cerimónia orientada pelo Presidente da República, João Lourenço, foram empossados, nesta quinta-feira, os governadores provinciais do Bié, Pereira Alfredo, do Cunene, Virgílio da Ressurreição Adriano Tyova, do Huambo, Joana Lina Ramos Baptista Cândido, da Huíla, Luís Manuel da Fonseca Nunes, da Lunda Sul, Daniel Félix Neto, e do Zaire, Pedro Makita Armando Júlia.

Em declarações à imprensa, Pereira Alfredo, governador da província do Bie, disse que vai dedicar mais atenção à saúde, educação, rede rodoviária e saneamento básico.

De igual modo, salientou que será prestada uma grande atenção ao empresariado local, com vista a criação de mais empregos para a juventude.

Virgílio da Ressurreição Adriano Tyova, governador da província do Cunene, que já exerceu, entre outras funções, a de delegado da Justiça e de administrador municipal, afirmou que vai inteirar-se da situação local, para “melhorar o que está bem e corrigir o que está mal”.

Por sua vez Joana Lina Ramos Baptista Cândido, que vai dirigir o Huambo, embora ser uma nova missão na sua trajectória política, referiu que vai utilizar todas as energias, capacidades e inteligência para servir a população local.

Por seu lado, Luís Manuel da Fonseca Nunes, governador da província da Huíla, prometeu fazer uma radiografia de como está a província e de seguida cumprir com as orientações superiormente emanadas.

Também o governador Daniel Félix Neto, da Lunda Sul, definiu como estratégia, em função do nível de desemprego na região, a  interacção com algumas empresas locais, no sentido de se criar mais postos de trabalho para os jovens.

Referiu que, embora muito jovem, encara a missão com espírito de responsabilidade e de uma forma unida, com os demais membros da sociedade, almeja fazer uma boa governação.

Também em declarações, Pedro Makita Armando Júlia, governador da província do Zaire, aferiu que com o auxílio de todas as franjas da sociedade, vai prosseguir com o trabalho já feito pelos seus antecessores, tendo como prioridade as questões da saúde, educação e das vias rodoviárias.

Os governadores ora empossados foram nomeados quarta-feira, por Decreto Presidencial.

Leia também
  • 05/02/2019 18:57:24

    Íntegra da declaração do Presidente da República

    Luanda - Íntegra da declaração pronunciado nesta terça-feira, em Luanda, pelo Presidente da República, João Lourenço, na abertura da conferência de imprensa conjunta, por ocasião da visita oficial e de trabalho do homólogo Félix Tshisekedi, da República Democrática do Congo.

  • 05/02/2019 17:02:49

    RDC considera legítima protecção da riqueza de Angola

    Luanda - O Presidente da República Democrática do Congo (RDC), Félix Tshisekedi, reconheceu, nesta terça-feira, em Luanda, legitimidade de Angola na protecção da sua riqueza, face à exploração de estrangeiros ilegais.

  • 05/02/2019 15:54:26

    PR prioriza cooperação com RDC

    Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, apontou hoje, terça-feira, como prioridades a cooperação nos domínios da segurança e economia com a República Democrática do Congo (RDC).

  • 04/02/2019 13:49:13

    Félix Tshisekedi chega a Luanda terça-feira

    Luanda - O Presidente da República Democrática do Congo (RDC), Félix Tshisekedi, chega terça-feira (05) a Luanda, para uma visita oficial e de trabalho de algumas horas, a convite do seu homólogo angolano, João Lourenço.