Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

11 Setembro de 2018 | 19h17 - Actualizado em 11 Setembro de 2018 | 19h17

Ideais de Agostinho Neto devem ser seguidos

Luanda - A necessidade de maior divulgação da vida e obra de Agostinho Neto, por formas a merecer o devido reconhecimento da juventude, foi defendida nesta terça-feira, em Luanda, pelo chefe da educação patriótica do Estado Maior General das Forças Armadas Angolanas (FAA), Baltazar Diogo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Deposição de coroa de flores

Foto: Lino Guimaraes

Chefe da educação patriótica do Estado Maior General das FAA, Baltazar Diogo

O oficial falou durante uma visita ao Memorial António Agostinho Neto, enquadrada na jornada do 17 de Setembro, Dia do Herói Nacional, levada a cabo pelo Estado Maior General das FAA.

Segundo o responsável, a sociedade deve seguir os ideais de Agostinho Neto, enquanto uma figura emblemática do país e fundador da Nação.

“É necessário que as gerações vindouras saibam da história de Neto, como fundador da Nação”, disse o responsável durante a visita, que incluiu uma deposição de coroa de flores no sarcófago do Herói Nacional.

Agostinho Neto nasceu a 17 de Setembro de 1922, na aldeia de Caxicane, município de Icolo e Bengo, e morreu a 10 de Setembro de 1979 em Moscovo, então União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS).

Uíge

Os alunos do Liceu Teta Lando, sedeado no Bairro Bem Vindo (Uíge), foram exortados a seguirem o exemplo do primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto.

A exortação foi feita durante uma palestra sobre “a dimensão política, artística, social e cultural de Neto”, promovida pelo secretariado local do Conselho de Juventude (CPJ).

Durante o evento, o secretário provincial do CPJ no Uíge, Faustino Simão, recomendou aos jovens para contribuírem no processo de resgate dos valores patrióticos, culturais e éticos do país.

O director em exercício do Gabinete Provincial da Cultura, Turismo, Juventude e Desporto do Uíge, Bendito Quezo Manuel, defende mais divulgação dos feitos históricos de Neto.

Durante a palestra sobre a vida e obra do herói nacional, que juntou mais de cem alunos da Escola de Formação de Técnicos de Saúde no Uíge, Bendito Manuel disse que os feitos de Neto devem ser divulgados constantemente.

Cabinda

A jornada provincial do 17 de Setembro, Dia do Herói Nacional, decorre desde segunda-feira em Cabinda. A cerimónia foi aberta pelo vice-governador para área política e social, Alberto Paca, em representação do governador Eugénio Laborinho.

O programa comporta actividades de carácter político, patriótico, cultural, recreativo e desportivo, com realce para palestras sobre a vida e obra de Agostinho Neto.

O vice-governador destacou as qualidades do primeiro Presidente de Angola, enquanto médico, poeta e político.

Leia também
  • 04/11/2018 15:11:38

    Movimento migratório em Cabinda oscila em função da crise financeira

    Cabinda - O movimento migratório de cidadãos nacionais e de estrangeiros nas fronteiras da província de Cabinda com os Congos Democrático e Brazzavile tem vindo a oscilar desde 2015, devido a crise económica que se regista no país, já que o mesmo é alimentado pelo comércio.

  • 01/11/2018 20:11:43

    Cunene acolhe acto nacional do 11 de Novembro

    Ondjiva - A cidade de Ondjiva, sede capital da província do Cunene, acolhe o acto central do 43ª aniversário da independência nacional, a assinalar no próximo dia 11 de Novembro.

  • 24/10/2018 17:37:31

    SME em Cabinda emite mais de três mil passaportes

    Cabinda - Três mil e 441 passaportes foram emitidos pela direcção provincial dos Serviços de Migração e Estrangeiros (SME) em Cabinda, de Janeiro a Setembro do corrente ano, avançou à Angop o director provincial, Aristides Luís Costa.

  • 23/10/2018 12:55:16

    Expulsos mais de dez mil estrangeiros de Janeiro a Setembro

    Cabinda - Dez mil e 384 cidadãos estrangeiros foram expulsos do território angolano, de Janeiro a Setembro do corrente ano, por irregularidades migratórias.