Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

30 Setembro de 2018 | 14h13 - Actualizado em 30 Setembro de 2018 | 14h12

Angola presente na Convenção Internacional sobre Saneamento

Luanda - O Secretário de Estado do Ambiente, Joaquim Lourenço Manuel, representa Angola numa reunião ligada à Convenção Internacional sobre Saneamento "Mahatma Gandhi", que decorre desde sábado, 29 de Setembro, na cidade de Nova Delhi, Índia.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Joaquim Lourenço Manuel, Secretário de Estado do Ambiente

Foto: Rosario dos Santos

A cerimónia de abertura deste evento, que decorre até 02 de Outubro, foi presidida pelo presidente da Índia, Ram Nath Kovind, prestigiada com a participação do Secretário Geral da ONU, António Guterres e outras individualidades do sistema das Nações Unidas e Agências financeiras mundiais.

Neste encontro, de acordo com uma nota de imprensa do Ministério angolano do Ambiente, a que a Angop teve hoje (domingo) acesso, estão a ser abordados temas ligados à  liderança Política do Saneamento, a Implementação da Mudança de Comportamento a uma Escala Global, a Urbanização Sanitária e a Gestão de Dejectos.

A inclusão do género no saneamento, a sustentabilidade do Estado livre de defecação ao ar livre, saneamento, como negócio de todas tecnologias e inovação, são, entre outros, temas deste encontro internacional.

O programa do evento reserva ainda visitas de campo em locais históricos que marcaram a vida e trabalho de Mahatma Gandhi.

O  Secretário de Estado do Ambiente de Angola vai ainda participar em outros encontros paralelos ao evento relacionado com o saneamento e água para todos, onde, dentre varios apectos, deve abordar aspectos de interação entre os Estados e mecanismos de financiamento dos respectivos programas.

O Executivo angolano pretende chegar à meta de 425 aldeias declaradas Sem Defecação ao Ar Livre (SDAL) até 2022, depois dos recuos dos últimos anos neste programa, devido à falta de financiamento.

Os objectivos, no âmbito do programa de Saneamento Básico, constam do Plano de Desenvolvimento Nacional (PDN) 2018-2022, aprovado pelo Executivo e recentemente publicado, contendo a estratégia governamental para o desenvolvimento nacional na actual legislatura.

Neste plano, a construção de latrinas nas aldeias e zonas rurais, o lançamento da obra do Sistema de Recolha e Tratamento de águas residuais em quatro das capitais de províncias e a conclusão do sistema de Recolha e Tratamento de Águas Residuais nas sedes provinciais e municipais, são objectivos delineados até 2022.

Assuntos Conferência  

Leia também
  • 12/01/2019 20:00:43

    PR viaja aos Emirados Árabes Unidos

    Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, desloca-se esta noite (sábado) aos Emirados Árabes Unidos, para uma missão oficial, a convite das autoridades locais.

  • 14/11/2018 02:33:17

    Advogados promovem conferência internacional sobre arbitragem

    Luanda - A Ordem dos Advogados de Angola (OAA) realiza na quinta-feira (dia 15) a VII Conferência Internacional de Arbitragem de Luanda para apreciar, entre outras questões, o papel desta ao serviço da reforma do Estado e da economia.

  • 24/10/2018 16:49:21

    Angola participa na conferência Itália - África

    Roma - O ministro das Relações Exteriores, Manuel Augusto, encontra-se desde terça-feira, na cidade italiana de Roma, para participar da conferência Itália - África sobre a “paz e segurança, crescimento económico e desenvolvimento humano”.