Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

10 Outubro de 2018 | 13h41 - Actualizado em 10 Outubro de 2018 | 14h57

Angola e Congo recuperam marcos fronteiriços

Cabinda - Os governos de Angola e do Congo vão trabalhar na recuperação dos marcos fronteiriços, para garantirem maior controlo e segurança da fronteira comum.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Governador da província de Cabinda, Eugénio Laborinho

Encontro entre delegações de Angola e do Congo

Foto: Pedro João

A iniciativa resulta de uma recomendação da reunião dos governadores de Cabinda (Angola) e dos departamentos de Ponta Negra, Kouilou e Niary (Congo), realizada de 8 a 9 do corrente mês.

Na província de Cabinda, as partes concordaram em recuperar os marcos que se encontram em estado obsoleto e outros por se localizar.

Recomendaram a subcomissão de defesa e segurança para trabalhar na troca permanente de informações, no intuito de reforçar as medidas de segurança e combate aos crimes transfronteiriços, à imigração ilegal, ao tráfego e contrabando de combustíveis, de mercadorias, de drogas, armas e medicamentos contrafeito.

Ao intervir na reunião, o governador de Cabinda, Eugénio Laborinho, disse que Angola e Congo primam pela estabilidade e segurança dos seus povos, através da criação de condições para o bem-estar dos respectivos povos.


Falando no palácio do Governo de Cabinda, destacou a livre circulação de pessoas e bens na fronteira entre Angola e Congo e considerou fundamental o reatamento dos trabalhos das comissões mistas de defesa e segurança fronteiriça.

Por seu turno, o perfeito do departamento de Kouilou, Honoré Paka, realçou os laços existentes entre Angola e Congo, assim como o empenho dos Presidentes angolano e congolês, respectivamente João Lourenço e Denise Sassou Nguesso, para a paz e desenvolvimento do continente africano.

Os responsáveis dos comandos militares, da polícia, dos serviços de migração e aduaneiro participaram na referida reunião.

Assuntos Província » Cabinda  

Leia também
  • 04/11/2018 15:11:38

    Movimento migratório em Cabinda oscila em função da crise financeira

    Cabinda - O movimento migratório de cidadãos nacionais e de estrangeiros nas fronteiras da província de Cabinda com os Congos Democrático e Brazzavile tem vindo a oscilar desde 2015, devido a crise económica que se regista no país, já que o mesmo é alimentado pelo comércio.

  • 24/10/2018 17:37:31

    SME em Cabinda emite mais de três mil passaportes

    Cabinda - Três mil e 441 passaportes foram emitidos pela direcção provincial dos Serviços de Migração e Estrangeiros (SME) em Cabinda, de Janeiro a Setembro do corrente ano, avançou à Angop o director provincial, Aristides Luís Costa.

  • 23/10/2018 12:55:16

    Expulsos mais de dez mil estrangeiros de Janeiro a Setembro

    Cabinda - Dez mil e 384 cidadãos estrangeiros foram expulsos do território angolano, de Janeiro a Setembro do corrente ano, por irregularidades migratórias.

  • 12/10/2018 20:09:03

    CNE incinera materiais usados nas eleições gerais

    Luanda - A Comissão Nacional Eleitoral (CNE) iniciou nesta sexta-feira a destruição de boletins de votos e de materiais utilizados nas eleições gerais de 23 de Agosto de 2017, vencidas pelo MPLA e o seu candidato, João Lourenço.