Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

12 Outubro de 2018 | 17h13 - Actualizado em 13 Outubro de 2018 | 10h35

Bornito de Sousa acompanha reposição de energia ao Sequele

Luanda - O Vice-presidente da República, Bornito de Sousa, acompanhou, no terreno, o andamento dos trabalhos de reposição da energia eléctrica à Centralidade do Sequele e zonas adjacentes no município de Cacuaco, em Luanda.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Vice-presidente da República, Bornito de Sousa inteira-se dos trabalhos da reposição de energia no Sequele e arredores

Foto: Cedida

Técnicos da ENDE trabalham para reposição da energia eléctrica do Sequele e arredores

Foto: Pedro Parente

Na manhã desta sexta-feira (dia 12), inteirou-se dos motivos da interrupção do fornecimento de energia eléctrica e dos trabalhos de reposição, que se encontram em fase de finalização.

Bornito de Sousa manifestou solidariedade para com as famílias afectadas pela acção “condenável e criminosa”, que deve ser combatida pela sociedade angolana.

Uma das torres de transporte de energia no distrito-sede do  município de Cacuaco, junto à via expressa, foi vandalizada na noite de quarta-feira, deixando mais de 20 mil famílias sem luz eléctrica.

Antes de ir ao local, o Vice-presidente da República reuniu, na Administração da Cidade do Sequele, com o ministro de Estado e Chefe da Casa de Segurança do Presidente da República, Pedro Sebastião, com os secretários de Estado das Águas, Luís Filipe da Silva, da Energia, António da Costa, e o vice-governador de Luanda para o Sector Económico, Júlio Bessa.

O administrador do município de Cacuaco, Augusto José, e a presidente do Conselho de Administração da Empresa Nacional de Distribuição de Electricidade, Ruth Safeca, também participaram na reunião que teve a finalidade de informar a Bornito de Sousa o sucedido na noite de quarta-feira.

Em declarações à Angop, na quinta-feira, o porta-voz da Empresa Nacional de Distribuição de Energia (ENDE), Pedro Bila, disse que a remoção das travessas provocou a queda da torre.

A vandalização ocorreu entre as instalações do Serviço Integrado de Atendimento ao Cidadão (SIAC) e a bomba do Sonangol.

Quanto ao restabelecimento da energia eléctrica, o responsável referiu que poderá acontecer até sábado.

A Centralidade do Sequele foi construída a 30 Km a Norte da cidade de Luanda, no Sul do município de Cacuaco. Desenvolvida numa área de 211,94 hectares, conta com 10.108 fogos habitacionais, capazes de albergar mais de 60 mil pessoas.

Além da construção de moradias e respectivas infra-estruturas internas, o projecto contempla rede viária, rede de energia eléctrica e iluminação pública, abastecimento de água potável, rede de drenagem de águas residuais e pluviais e rede de telecomunicações.

Com uma planificação paisagística moderna, a centralidade está equipada com infra-estruturas de apoio como estações de tratamento de água potável e residual, bem como equipamentos sociais e de serviços que incluem duas esquadras de polícia, três jardins-de-infância, uma escola primária e uma secundária.

A urbanização apresenta edifícios de apartamentos de cinco, nove e onze andares, variando de tipologias de 3 a 5 quartos.

Leia também