Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

10 Outubro de 2018 | 19h37 - Actualizado em 10 Outubro de 2018 | 19h36

Delegado do Minint ressalta importância da formação para efectivo

Benguela - O delegado provincial do Ministério do Interior (Minint) em Benguela, Elias Livulo, ressaltou esta terça-feira, na região, a importância da formação do efectivo para a melhoria da qualidade do serviço que este presta à sociedade.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Benguela: Elias Livulo - Delegado do Interior

Foto: Edilson Domingos

O responsável fez este pronunciamento na abertura de uma acção formativa sobre noções de direito processual penal e técnicas de elaboração de expedientes, destinada a 50 efectivos dos distintos órgãos do Ministério do Interior na província, entre comandantes de unidades e chefes de esquadras.

Na ocasião, Elias Livulo referiu que a formação vai promover uma aproximação do serviço de qualidade aos cidadãos, com realce ao atendimento público nos piquetes.

Acrescentou que esta acção de formação enquadra-se na continuidade da execução do plano de modernização e desenvolvimento da Polícia Nacional, que visa dar solução a uma permanente necessidade de elevar-se os níveis de formação técnica, profissional e cultural dos efectivos.

Argumentou que, no final do curso, os participantes estarão em melhores condições de prestar um trabalho operativo policial mais eficiente, para garantia da manutenção da ordem. 

Durante 15 dias, sob orientação de quadros da direcção do Serviço de Investigação Criminal, os participantes vão aprimorar conhecimentos jurídicos para um melhor desempenho nas suas funções.

A acção formativa vai conferir competências que os possibilitem dirigir com civismo e eficácia a actuação policial dentro dos parâmetros sociais aceitáveis.

Pretende-se ainda com este evento, prevenir o índice de indisciplina e de criminalidade no seio do efectivo, elevar o nível de profissionalismo destes com o domínio das técnicas de elaboração de expedientes, particularmente os comandantes de unidades, chefes de esquadras e de piquetes, e o tratamento com urbanidade e celeridade dos casos que entram nas referidas unidades.

Assistiram o acto de abertura, membros do Conselho Consultivo do Ministério do Interior na província de Benguela.

Leia também
  • 29/10/2018 20:05:35

    Detido falso agente da Polícia de Intervenção Rápida

    Benguela - Um jovem de 23 anos de idade foi detido no bairro do Casseque, arredores da cidade de Benguela, durante a operação ?Okulonga?, realizada no último fim-de-semana, quando se fazia passar por agente da Polícia de Intervenção Rápida (PIR), soube hoje a Angop.

  • 26/10/2018 13:12:45

    Falta de cooperação inquieta provedor de Justiça

    Lobito - O provedor de Justiça de Angola, Carlos Ferreira Pinto, declarou nesta quinta-feira, na cidade do Lobito, província de Benguela, que o órgão tem enfrentado a falta de cooperação das instituições públicas em relação à defesa dos direitos, liberdades e garantias dos cidadãos.

  • 24/10/2018 09:13:02

    Falta de quadros condiciona expansão da Provedoria de Justiça

    Benguela - A falta de recursos humanos qualificados e de instalações de trabalho tem condicionado a expansão dos serviços da Provedoria de Justiça a outras províncias do país, afirmou terça-feira, nesta cidade, o provedor Carlos Alberto Ferreira Pinto.

  • 20/10/2018 21:02:00

    Dirigente do MPLA incentiva mulheres a participarem do momento político actual

    Benguela - O primeiro secretário do MPLA em Benguela, Rui Falcão, incentivou, neste sábado, as mulheres da província a participarem do actual momento político do país, alicerçado no combate à corrupção, nepotismo e impunidade, como principal bandeira da liderança do Presidente da República, João Lourenço, de modo a que todos angolanos saiam beneficiados.